angels & demons

Dan Brown não assinala com “Angels & Demons” o regresso do herói Robert Langdon. “Angels & Demons” foi editado em inglês três anos antes do “The Da Vinci Code”.
Para evitar outras confusões com a edição em português de outras obras indica-se a bibliografia completa de Dan Brown:

  • Digital Fortress (1997)
  • Angels and Demons (2000)
  • Deception Point (2001)
  • The Da Vinci Code (2003)
  • The Solomon Key (a editar em 2006)

“Angels & Demons” é um grande livro e um livro grande.
Não é o “Moby Dick”, nem pretende sê-lo. É um livro que, e como alguém costuma dizer, consegue atingir aquilo a que se propõe.
Tudo aquilo que fez de “The Da Vinci Code” o sucesso estrondoso está presente já em “Angels & Demons”. O sacrifí­cio ritual no iní­cio, as mensagens codificadas, a sociedade secreta e acima de tudo a falsidade de um autor que brinca com a história para contar uma história de nos tirar o sono.
Brown não poupa nada nem ninguém. Não escapam à sua narrativa os “santos” cardeais, uma cidade sentada sobre ouro, com um poder secular, tentacular e maquiavélico. E o que Brown consegue fazer com tudo isto?
Um livro simplesmente genial e apaixonante que reflecte uma investigação sobre as ciências e as artes e no qual está, igualmente, presente toda uma mestria de exprimir em algumas linhas as interrogações mais complexas da vida.

Obrigado Sr. Brown. 


😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.