constantine

Corria o ano de 1990 quando começou a chegar a Portugal, com 6 religiosos meses de atraso, através da editora brasileira Abril Jovem, um pequeno livro de banda-desenhada intitulado “Monstro do Pântano”, no original “Swamp Thing”, editado pela DC Comics pela primeira vez em 1972, criado por Len Wein (escritor) e Berni Wrightson (artista) e com argumento de Alan Moore.

Sei que o formato do livro, a sua tradução podia ser bastante melhor e isso com apenas um pouco de esforço. A verdade é que à 15 anos atrás não havia grande escolha, nem muito menos um termo de comparação.
Uma personagem de Swamp Thing, John Constantine, criada em 1985 por Alan Moore ganha em 2000 um título próprio – HellBlazer.

swamp thing

swamp thing

E esta “introdução” é feita devido ao facto de o filme “Constantine” ter sido um must visual. Adoro John Constantine. É cínico, enigmático, um ladrão, punk, um bêbado, um grande filho-da-puta, e quando ninguém está a ver um tipo “fixe”, e salvador do universo conhecido. Esta combinação faz dele uma personagem excitante e é certamente, com a excepção de BatMan, a mais complexa personagem na família DC.

Até lá deixo-vos com uma pérola da edição brasileira:

“A propósito. Eu tenho ingresso de camarote pro FIM DO UNIVERSO. Acho melhor usar agora. Nunca se sabe.”
– Monstro do Pântano, n.º 5 por Alan Moore

– Editora Abril Jovem, Maio 1990, São Paulo, Brasil


Imagens e personagens © DC Comics. All rights reserved.
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.