Archive for month: Junho, 2006

Eu sei que aquilo que escrevo já foi escrito antes, como tudo aquilo que hoje fazemos, salvo raras excepções, já foi feito há muito tempo antes de nós. Tudo é assim na vida. Na literatura também.

José Saramago

insónia

11 Jun
11.06.2006

O cansaço acumulado levou-me à cama às 02.15 horas de ontem.
Mas às 03.42 horas a insónia instalou-se entre os lençóis e nem o mítico copo de leite morno a debelou.

Fica para o próximo domingo o exorcismo do cansaço.

emporio armani

09 Jun
9.06.2006

Hoje vesti as minhas cuecas Emporio Armani e sinto-me igual.

Tenho de experimentar amanhã com as minhas cuecas Calvin Klein.

o processo

09 Jun
9.06.2006

(…) “Esta é a lei. Como pode, pois, haver um engano?” “Desconheço esta lei”, respondeu K. “Tanto pior para si”, replicou o guarda. “E provavelmente ela não existe, a não ser nas vossas cabeças”, volveu K. (…) “Olha, Willem, ele diz que não conhece a lei e, no entanto, declara que está inocente.”

Franz Kafka, O Processo
título original: Ein Prozess
tradução: Maria José Fabião
editor: Publicações Europa América, Mem Martins, Jul. 1976
citação: páginas 10 e 11

o bebedor de livros

07 Jun
7.06.2006

I. Os livros e as prostitutas podem levar-se para a cama.
II. Os livros e as prostitutas entrecruzam o tempo. Dominam a noite tal como o dia e o dia tal como a noite.
(…)
V. Os livros e as prostitutas – ambos têm toda a espécie de homens que vivem deles e os atormentam. Os livros têm os crí­ticos.

Klaas Huizing, O Bebedor de Livros
tí­tulo original: Der Buchtrinker
tradução: Maria Névoa
editor: Cí­rculo de Leitores, Amadora, Maio 2001
citação: páginas 99 e 155
isbn: 972-42-2495-3

scream and shout

05 Jun
5.06.2006

when in danger, when in doubt, run in circles, scream and shout.

O.B. et al, WHEN IN DANGER, WHEN IN DOUBT, RUN IN CIRCLES, SCREAM AND SHOUT and its variations appear to have begun as a U.S. military (Navy and Army) expression. Herman Wouk (see 1951 quote below) called it an ‘ancient adage,’ while most others called it an ‘old saying/motto/maxim/adage.’ But from the evidence below, I would say that the expression is not all that old and that it probably came into existence during WW II.

It is a sarcastic expression that says if you are in danger or trouble or have doubts as what to do, and don’t have a clue how to properly handle a bad situation or crisis, just start making a show of a lot of activity and noise to appear proactive – using bluster as a cover for indecision and incompetence – and maybe folks won’t notice that you really don’t know what you are doing.

from word wizard

É possível viver no desespero e não desejar a morte?

Alberto Moravia, 1934
tí­tulo original: 1934
editor: Editorial Presença, Colecção Novos Continentes (n.º3), Fev. 1984
citação: página 7

© 1999.2018 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera