astérix

Depois da oferenda do último álbum de Astérix pela minha irmã decidi fazer um viagem pelo mundo “Astérix” para superar o trauma causado pela indigestão desta última leitura e, já agora, organizar mais um pouco a colecção de BD. Foi gratificante reler as aventuras de Astérix. São histórias verdadeiramente intemporais.

As histórias são colocadas cronologicamente e identificadas pelo argumentista. Com René Goscinny temos a era dourada das aventuras de Astérix. As histórias solitárias de Albert Uderzo nunca atingem nem de leve a magia das aventuras criadas por René Goscinny. Com a morte de René Goscinny Astérix perdeu a sua alma.

O resultado da arrumação foi o que se segue.

Álbuns com argumento de René Goscinny:
1959
Astérix o Gaulês (Astérix le Gaulois) – Meribérica
1960
A Foice de Ouro (La Serpe d’Or) – Meribérica
1961
Astérix e os Godos (Astérix et les Goths) – Meribérica
1962
Astérix Gladiador (Astérix Gladiateur) – Meribérica
Aqui vemos pela primeira vez os temí­veis piratas.
1963
A Volta à Gália (Le Tour de Gaule d’Astérix) – Meribérica
Nesta aventura aparece um cão (Ideiafix(?)) à porta de uma charcutaria em Lutécia que segue os nossos heróis ao longo da aventura para ser descoberto por Obélix na última prancha.
1964
Astérix e Cleópatra (Astérix et Cléopâtre) – Meribérica
1965
O Combate dos Chefes (Le combat des Chefs) – Meribérica
Astérix entre os Bretões (Astérix chez les Bretons) -Meribérica
1966
Astérix e os Normandos (Astérix et les Normands) – Meribérica
1967
Astérix Legionário (Astérix Légionnaire) – Meribérica
O Escudo de Arverne (Le bouclier Arverne) – Meribérica
1968
Astérix nos Jogos Olí­mpicos (Astérix aux Jeux Olympiques) – Meribérica
1969
Astérix e o Caldeirão (Astérix et le Chaudron) – Meribérica
O mais brilhante e engenhoso assalto a um banco.
Astérix na Hispânia (Astérix en Hispanie) – Meribérica
1970
A Zaragata (La Zizanie) – Meribérica
Astérix Entre os Helvécios (Astérix chez les Helvètes) – Meribérica
1971
O Domí­nio dos Deuses (Le Domaine des Dieux) – Meribérica
Astérix Um Presente de César – Le Cadeau de César – Meribérica
Na prancha 7 aparece pela primeira vez um Lusitano.
Os Louros de César (Les Lauriers de César) – Meribérica
1972
O Adivinho (Le devin) – Meribérica
1973
Astérix na Córsega (Astérix en Corse) – Meribérica
1975
A Grande Travessia (La Grande Traversée) – Meribérica
1976
Obélix e Companhia (Obélix et Compagnie) – Meribérica
1979
Astérix Entre os Belgas (Astérix chez les Belges) – Meribérica
Que é o último verdadeiro álbum de Astérix.

Álbuns com argumento de Albert Uderzo:
A partir daqui temos as “novas” aventuras de Astérix.
1980
O Grande Fosso (Le Grand Fossé) – Livraria Bertrand
1981
A Odisseia de Astérix (L’Odyssée d’Astérix) – Difusão Verbo
1983
O Filho de Astérix (Le Fils d’Astérix) – Livraria Bertrand
Sem qualidade.
1987
As 1001 horas de Astérix (Astérix chez Rahàzade) – Difusão Verbo
Piedade. Astérix não merecia isto.
1991
A Rosa e o Gládio (La Rose et le Glaive) – Meribérica
Sem comentários.
1996
O Pesadelo de Obélix (La Galère d’Obélix) – Edições ASA
2001
Astérix e Latraviata (Astérix et Latraviata) – Edições ASA
2003
Astérix e O Regresso dos Gauleses (La Rentrée Gauloise) – Edições ASA
2005
Astérix: O dia em que o céu caiu (Le Ciel Lui Tombe Sur La Tête) – Edições ASA
Um insulto a Astérix, a René Goscinny e mesmo a Walt Disney.

Outros álbuns:
Como Obélix Caiu no Caldeirão do Druída Quando Era Pequeno (Comment Obélix est tombé dans la marmite du druide quand il était petit) – Edições ASA

Com as Edições ASA as personagens mudam de nome:
Assurancetourix -> Cacofonix
Abraracourcix -> Matasétix
São mudanças que não me causam dano.
O que me dói é a qualidade das histórias, mas quanto a isso nada se pode fazer.
0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.