sweeney todd, how about a shave?

Sweeney Todd: At last. My arm is complete again.
Sweeney Todd:There’s a hole in the world like a great black pit/ and it’s filled with people who are filled with shit/ and the vermin of the world inhabit it – but not for long. They all deserve to die. Tell you why, Mrs. Lovett, tell you why: because in all of the whole human race, Mrs. Lovett, there are two kinds of men and only two. There’s the one staying put in his proper place and the one with his foot in the other one’s face – Look at me, Mrs. Lovett, look at you. No, we all deserve to die. Tell you why, Mrs. Lovett, tell you why: Because the lives of the wicked should be- Made brief. For the rest of us, death will be a relief – We all deserve to die.

from imdb

Sweeney Todd pode ser um filme ligeiramente incomodativo. É um filme de um negro pálido pintalgado por um brilhante vermelho. Humm, mais que pintalgado.
Se me perguntarem quanto sangue tem? “I can guarantee…” que tem muito sangue. Muito mesmo. E é a resposta mais “closest” da verdade que posso dar. Inquieta-nos as degolações? Claro que sim, mas é um gore aceitável. Digamos que para o modesto.

Logo no primeiro minuto sabemos ser um filme de Tim Burton. A fotografia é linda. Sublime. O ambiente gótico recorda Sleepy Hollow, Batman Returns, mas, quanto a mim, vai muito mais longe ao criar uma atmosfera verdadeiramente arrepiante. E ter ali Johnny Depp o demónio Sweeney Todd ganha realmente vida. A sua actuação marca o ritmo. Se Jack Sparrows já nos deixou espantados, o seu Sweeney Tood é um festim para os olhos e para os ouvidos. Sim, Johnny Deep canta e encanta. E como gosta de dizer o meu cunhado Johnny Deep é uma maravilhaaaaaaaaaa. Helena Bonham Carter é a parceira ideal e uma excelente Mrs. Lovett. Sacha Baron Cohen, o nosso conhecido Borat, está perfeito no papel de Signor Adolfo Pirelli.

Tim Burton criou uma obra de arte macabra, visceral, sinistra e linda.

m/12

Agora um pequeno apontamento. No final do filme o meu amigo Paxo mencionou que o filme é para M12. Sinceramente eu não deixava o meu filho de 16 anos, e ele ainda só tem 10, ver este filme. Degolações, sangue a jorrar em cascata, canibalismo não é o indicado a uma mente jovem. Não percebo como são estabelecidas estas classificações em Portugal. Mas quando ao lado é exibido filme – O Banquete do Amor – que é classificado com um M16 fico a pensar e tenho de concordar, sarcasticamente, que ver dois mamilos e ouvir um filho-da-puta é pior do que morte, violência, morbidez, degolações e canibalismo.

0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta