Mas por fim retiraram-se todos, para uma noite de insónias e preocupação, ou para se juntarem a um cúmplice a tecer maquinações. Houve turbilhões ocultos na noite. É lisonjeador saber que o meu bem estar estava na mente de todos. Alguns, claro, a favor dele, outros contra.
página 171

Roger Zelazny, O Sinal do Unicórnio // título original: Sign of the Unicorn // tradução: Elsa T. S. Vieira // editor: Livros do Brasil, Argonauta, n.º 546, Ago.2003

0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.