o vagabundo dos limbos

Ter um amigo que também gosta de bd faz-me com alguma regularidade pesquisar na minha colecção.
Desta feita, passeei os olhos pela saga Vagabundo dos Limbos da dupla Julio Ribera (desenho) e Christian Godard (texto).
Apenas tenho 10 volumes. O último foi comprado por “tradição“. Não nego a qualidade da obra e o quão fantásticos são os mundos criados. Mas fiquei cansado das histórias. De adiar o descobrir que, afinal, Chimeer está, mesmo, ali ao lado.

O primeiro volume (Le Vagabond des Limbes) foi editado em 1975 pelas Éditions Hachette. A edição portuguesa teve a sua estreia a 1978 pela mão da Bertrand.
Até 2003 foram editados 31 volumes. Mas a minha colecção pára no volume O Último Predador (Le Dernier Predateur), 1993. Segundo o site wikipedia vai ser lançado outro volume com o titulo de L’Engrenage.

Ao pesquisar na net senti curiosidade em descobrir mais coisas sobre “Chimeer”. O último volume (La planète des prodiges) foi editado em 2003. Sinopse:

L’intrépide Axle Munshine et la petite Muskie débarquent sur la planète Thauma, à la recherche du Médiat suprême, chef de la Guilde, confédération de province dont Xantl est la capitale: en effet, victime d’un complot, celui-ci a été démis et abandonné agonisant sur cette planète à la limite de l’empire: le danger est réel car tout n’est qu’illusion sur Thauma; ainsi manipulé, notre esprit n’en réchappe pas, ou alors gravement atteint par la folie: la quête des deux héros se déroule en alternance avec les troubles politiques qui secouent la confédération: seule la perspicacité de Axle Munshire peut leur permettre d’accomplir leur périlleuse mission, au gré de rencontres pour le moins étranges (un pendu, un chien d’aveugle…).

A imagem e as personagens são propriedade dos respectivos criadores.
descrição (imagem 1): capa da edição “La Planète des Prodiges” da editora Dragaud
finalidade: para fins informativos no contexto do post o vagabundo dos limbos
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.