isabel afundou-se

Quando li um pouco sobre “Isabel e a Cama” pensei que seria um livro divertido.
Não me diverti a lê-lo. De tal forma não me diverti que nem o terminei.

Pus o meu dedo indicador em volta de um pedaço de rocha e atirei-a. Afundou-se sem deixar rasto

página 124

Como essa pedra o livro afundou-se entristecido numa estante da minha casa.

Elinor Lipman, Isabel e a Cama
título original: Isabel’s Bed
tradução: António Bernardo Brito e Cunha
editor: Círculo de Leitores, (dez.2007),
isbn: 978-972-42-4198-2
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.