esses tais srs. professores

Por aquilo que se vai vendo e ouvindo temos de concluir que todos os professores eram exemplares, que quando não havia a burocracia da avaliação todos tinham tempo para preparar bem as aulas, o absentismo era quase nulo, as escolas eram geridas exemplarmente. A “escola pública” era um modelo de virtudes que a Lurdes veio estragar. A progressão nas carreiras era mais estimulante quando era automática, a avaliação era bem feita quando não existia, as aulas de substituição não eram necessárias porque ninguém faltava, a “escola pública” era um modelo para o mundo.

O problema é que os professores, ou para não ferir susceptibilidades, uma grande parte, não necessariamente grande, até à algum tempo, têm vivido com uma ideia ideal, de que são intocáveis. Senhores da verdade absoluta. Impolutos. E se algo está mal na educação a culpa é de toda a gente excepto desses tais srs. professores.

Espero que tenha chegado a altura para esses tais srs. professores descobrirem que há fora dessa escola virtual, um país real que não quer pactuar com esses tais srs. professores mais preocupados com o umbigo do que com o ensinar.

0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.