time to die

Adoro o filme Blade Runner. Já o tinha dito. E repito-me.
É na versão de coleccionador lançada em 2007 que iremos, segundo palavras do realizador, Ridley Scott, encontrar o filme “in its purest form”.

A banda sonora é excelente e consegue, como deve ser, aumentar, ainda mais, a intensidade de algumas cenas. Exemplo disso é, sem dúvida, a última cena com a personagem Roy Batty. É uma “cena de morte” emocionalmente forte e um momento chave. É uma cena verdadeiramente memorável.

0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.