02 Fev
02.02.2009 Reflexo condicionado. Quanta satisfação me proporcionou o velho Pavlov quando o li pela primeira vez. Demolição definitiva das pretensões humanas. Éramos todos cães e cadelas. Bau-au-au, cheirar o candeeiro, levantar a pata, roer o osso. Adeus tolices acerca do livre arbí­trio, a bondade, a verdade e tudo o mais.
Sem Olhos em Gaza por Aldous Huxley (página 54)

Sem Olhos em Gaza, Aldous Huxley // título original: Eyeless in Gaza // tradutor: V. de Miranda Reis // capa: Bernando Marques // editor: Livros do Brasil, Lisboa, 1984

Tags: , , , ,
0 respostas

deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!
%d bloggers like this: