quando o homem-aranha encontra o homem-aranha

.um farrapo verbal à guisa de explicação.
Adoro banda desenhada e sempre adorei desde que me lembro. E recuando ao meu antigamente, não ao estilo high magic de Harry Potter, constato que as primeiras bandas desenhadas que devo ter lido, porque aparecem dentro daquela névoa mental própria de bons tempos idos, foram:

  • a Garra de Aço [Steel Claw]. Recordo a garra de aço negra suspensa no ar a combater o crime
  • e umas revistas com o Homem-Bala [BulletMan]

Eram as minhas personagens preferidas. Haviam outras, como o Tex, Mandrake, mas a Garra de Aço e o Homem-Bala faziam-me verdadeiramente vibrar.

Não guardo nenhuma revista, porque eram emprestadas pelo meu querido Tio João e o que maroto fez delas não sei; foram para o lixo provavelmente, grande sacana. E quem, assim, se recorda do que lia é um eterno apaixonado. E quem me conhece sabe que gosto muito de falar, menos emprestar porque demoram tempo a regressar, o bilhete é de ida-e-volta, mas o comboio de volta deve estar sempre lotado, da minha colecção de bd e dos meus autores/heróis preferidos, quase todos descobertos nos meus tempos de Coimbra. Uau, isto agora foi mesmo à quase Saramago.

garra de aço

Ia dizendo; e neste meu umbigo virtual sempre que para aí a memória, ou uma qualquer conversa puxava lá escrevia sobre bd, mas nunca tão abundantemente quanto agora. O(s) motivo(s) é(são) simples, a descoberta do lançamento de um novo “Cidades Obscuras” e da paixão encontrada nos posts do bongop. Fiquei com o desejo ardente de escrever, também e porque não, sobre a minha paixão: banda desenhada.

Escrevo isto hoje, já o deveria ter feito, eu sei, porque é a forma com que eu estou na vida e nesta, às vezes, (im)pessoal, internet; daí que envio, também, para mal dos meus pecados, porque escrevo primeiramente para o meu próprio gozo, o meu agradecimento ao bongop pelo post que me espicaçou a escrever.
.fim de um farrapo verbal à guisa de explicação.

Marvel 2099 teve o primeiro lançamento em 1992 e a revista Spider-Man 2099 foi a que me chegou primeiro aos olhos e às mãos.
Gostei do que li. Da sociedade controlada por gigantescas corporações, do submundo, da cultura cyberpunk.
Já não fui convencido com o novo Hulk 2099, os novos X-Men 2099, o novo The Punisher 2099 e muito menos com novo Thor. O aborrecido desta série para mim é a recriação de heróis e vilões num contexto temporal, social, politico e religioso diferente. São os mesmos heróis, os mesmos vilões com um ruído de fundo diferente. E por vezes, quase sempre, o guisado não funciona. No Spider-Man 2099 temos, também, o Abutre 2099. Poderia haver um pouco mais de imaginação. Reconheço que desta forma é facilitada a empatia do leitor ao novo universo, mas um esforço teria sido bem vindo.

A série teve um fulgor inicial, mas acabou por terminar em 1996 no seguimento de um controlo de custos pela Marvel.

dois spider men

Spider-Man 2099 ainda é uma revista que vale a pena folhear. A personagem está bem recriada. Mantendo, até, inalterável o seu sentido de humor. Spider-Man 2099 (Miguel O’Hara) é o carácter que menos perde e o que mais ganha incluindo uma projecção holográfica da Marilyn Monroe.

spider man 2500

Em 1995 Peter David (escritor), Rick Leonardi (desenhador) e Al Williamson (arte finalista) trazem uma aventura one-shot inteligente.

“Spider-Man 2099 Meets Spider-Man” é uma história relaxante e carregada de frivolidades tão próprias de Peter David.
O aparecimento do Homem-Aranha (Peter Parker) em 2099 e do Homem-Aranha (Miguel O’Hara) em 1995 cria situações de conflito engraçadas, mas ambos se adaptam perfeitamente a ambientes hostis tão díspares.

No final da aventura os nossos heróis conhecem o especular Homem-Aranha 2500. O que é uma surpresa para eles e um triplo bónus para o leitor.
Pessoalmente acho ser um Homem-Aranha pouco original; muito parecido com o seu melhor inimigo o Dr. Octopus. Mas que dizer de uma simples imagem? apenas que em 2500 ainda haverá aventuras do Homem-Aranha.

2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] primeiros heróis de banda desenhada que descobri foi, como já o escrevi anteriormente, o homem-bala e o garra de aço. Depois de entre outros muitos adorei e ainda adoro a […]

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.