ameixas

21 Set
21.09.2009

ameixas

“Não gosto de ameixas.” era um frase dita com regularidade sempre que alguém me tentava oferecer umas para trincar.

Um deste dias, pelas 02.?? da manhã, quando comecei a sentir um “buraquinho” no lugar onde reside celestialmente a minha barriga desloquei-me pesaroso para a cozinha; ia desgostoso porque estava a fazer uma coisa bué de importante, tipo ler um livro, e ser perturbado por estas sensações é cansativo. Lá cheguei ao meu Olimpo gastronómico, vulgo cozinha, apesar de os últimos 15 centímetros, terem aumentado em proporção matemática a sensação de vazio estomacal; o pensamento da tigela de leite e cevada imbuída com dois pacotes de bolacha Maria foi o culpado. Desta vez não foi necessária a presença de alimento na boca, o simples pensamento de comer bastou para o início do processo de produção de suco gástrico.

O tabuleiro tinha mais de 50 ameixas amarelas; era um lindo amarelo. E como Stell [1] arrisquei uma trincadela.

stell

Reparei pelo canto do olho – tenho uma boa visão periférica – num tabuleiro cheio de ameixas.
[as ameixas fazem parte do género Prunus. “Prunus L. é um género botânico, geralmente arbóreo, mas que também pode ser arbustivo. Inclui as ameixeiras, cerejeiras, pessegueiros, damascos e amendoeiras.” (via wikipedia) E aqui temos mais um momento Discovery.]

Foi uma experiência tântrica. Foi uma epifania de sabores. Nessa trincadela encontrei um elo perdido da minha cadeia alimentar. Aquele instante foi de tal forma único e sobrenatural que o resultado foi o que se viu; um desbaste de ameixas.


[1] Stell, juntamente com Atan, é uma personagem do álbum Os Jardins de Edena (Les Jardins d’Edena) de Moebius publicado em 1988.
etiquetas: , , , , , , ,
0 respostas

deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!