ah! mexilhões

O meu pai e mais dois familiares aventuram-se corajosamente no Domingo passado pelo mar dentro na busca dos melhores mexilhões que o atlântico pode oferecer.

A costa da Apúlia com os seus rochedos assustadores e perigosos foi o palco escolhido para audaz aventura.

Lutaram contra o sono, levantaram-se muito cedo, lutaram contra o vento, foram de bicicleta, desafiaram o frio de Outono, a temperatura da água rondava os 15ºC, mas não desistiram e de facas de cozinha em punho arrancaram piedosamente das rochas mexilhões suficientes para saciar várias pessoas desejosas de petiscar uma boa caldeirada.

Eu só soube desta aventura digna de qualquer epopeia quando recebi em minha casa, e maravilhas das maravilhas, sem qualquer contrapartida, um tacho com uma caldeirada super-mega apetitosa de mexilhão.

0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.