o bar

There was me, that is Alex, and my three droogs, that is Pete, Georgie Boy and Dim. And we sat in the Korova Milk Bar trying to make up our rassoodocks what to do with the evening. The Korova Milk Bar sold milk plus – milk plus vellocet or synthemesc or drencrom which is what we were drinking. This would sharpen you up and make you ready for a bit of the old Ultra-Violence

from imdb

A cena inicial da obra-prima Laranja Mecânica (A Clockwork Orange) de Stanley Kubrick é hipnotizante.

Revi ainda ontem esse filme de 1971 sempre actual passados que são 38 anos. É um filme violento, perverso e sarcástico que fala de muita coisa (da falta de sentido e de moralidade dos jovens, da cultura “trash”, da violência como prazer, da droga, do alcoolismo), mas a questão principal que coloca é saber se a perca de humanidade de uma pessoa quando lhe é retirada a possibilidade de escolher entre o bem o mal, e se torna apenas um autómato, é socialmente válida.

Em 1986 quando discuti isto pela primeira vez enquanto comia arroz doce defendia que os criminosos tinham de se auto-corrigir. A punição nunca deveria acontecer para servir de exemplo. A pena (perca de liberdade, morte, castração química) seria sempre para castigar a existência de comportamentos criminosos. E o castigo por “programação comportamental”, o ideal para sociopatas e psicopatas, seria o corolário de uma ausência flagrante de auto-correcção.
Hoje estou moralmente neutro e por isso não opino. Noutra altura, talvez?

0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.