2012, o filme

Após o fim do filme tive de fazer uma conta. Sendo a duração do filme 158 minutos ficou-me cada hora +/- 1,60 euros.
Porque retirando a excelente actuação de Woody Harrelson não temos actuações dignas de registo e por isso tenho de pensar se o custo/beneficio é positivo.

Foi interessante ver o “velho” Danny Glover, mais conhecido dos Armas Mortíferas, no papel de Presidente dos EUA, ou John Cusack, mas que depois de 1408, não tem registos dignos de nota, ou Amanda Peet que fez um excelente papel no filme “Alguém Tem de Ceder”, mas em 2012 é mais uma cara a preencher a tela – será que o facto de Jack Nicholsonn ser tão bom transmite a quem com ele contracena algum misticismo?

E o que fica no final é um filme pouco interessante no desenvolvimento da história com sequências de uma estupidez gritante. Não descobri em nenhuma altura que Jackson Curtis poderia ser o Super-Homem, mas que devia ser devia, porque assistir ao que fez… enfim.

2012 é mais um filme “catástrofe”, “fim-dos-tempos” que não faz qualquer diferença. Podia em ultimo recurso dizer que valem os efeitos visuais, mas até esses são apenas interessantes.

5 respostas
  1. PonTIX
    PonTIX says:

    Mas vocês ainda insistem em ir ao cinema ver filmes de Roland Emerich…

    Segue-se ironia->

    ”O homem comprou à uns anos atrás um programa para CGI que se chama ‘Earth Destruction 3.0’, e tem q fazer render o programa. Enquanto o programa não estiver pago ele não vai fazer mais nada que não seja mandar o planeta com os porcos.”

    Isto pq não sabe fazer mais nada.

    Responder

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.