gantz

Não aprecio muito a violência gratuita e gore em filmes ou na banda desenhada. Não é o meu estilo.
E apesar de já ter assistido 2 vezes, uma por engano, a autópsias e ter ficado fascinado pela forma como somos… nada; o sangue não me aflige, mas não é a minha onda. É uma explicação arcaica, mas hoje é mesmo assim.

Isto vem a propósito de gostar de Gantz (e estar a explicar-me na sequência de um post de Bongop) que foge um pouco ao estilo – bastante – de outros mangas que leio. Digamos que foi amor à 19º prancha.

gantz (2)

Após o salvamento qualquer um espera tudo e mais alguma coisa menos o que aconteceu. E foi a “mãe das surpresas” que me manteve “colado” ao papel. E foi este movimento e outros tantos “twists” que me fizeram adquirir o segundo, e o …. e o ….
No conjunto não é um manga para qualquer pessoa e enquanto concluo isto, nem sei como o é para mim!?

0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.