Archive for month: Julho, 2011

francesinha e cerveja

26 Jul
26.07.2011

A pedido de diversas bocas exibo uma francesinha sumarenta com um bom corpo e com o resto (de qualidade) a acompanhar.

tree with lines

26 Jul
26.07.2011

Bom Jesus. Uma árvore decorada com linhas.

espíritos das luzes

26 Jul
26.07.2011

“Espíritos das Luzes”, de Octávio dos Santos, é uma obra muito densa – plena de camadas e que recomendo vivamente.

Foi um livro que à primeira leitura coloquei de lado – o facto das personagens reais “falarem” com os textos originais tornou em algumas páginas a leitura mais difícil. Reconheço que a leitura seria mais fluída se os textos estivessem “traduzidos” para um português moderno, mas a estarem perdia-se a mais valia e originalidade da obra.

Ultrapassada esta dificuldade é-nos relevado um planeta Portugal inteligentemente alternativo que compensa descobrir.

a guerra dos tronos

25 Jul
25.07.2011

“A Guerra dos Tronos”, de George R. R, Martin, foi lida depois de ser ameaçado?/aconselhado por uma pessoa da minha tm no Twitter.
Lidos os dois livros da Saída de Emergência que compõem a “A Guerra dos Tronos” (“A Guerra dos Tronos” e “A Muralha de Gelo) fiquei com a ideia de que não devo continuar a ter ideias preconcebidas sobre fantasia – ainda há muito boa fantasia por aí; já devia ter descoberto isto com a leitura da obra “O Homem Pintado”; não deveria ter esquecido estas palavras

Esta obra (“O Homem Pintado”) reconciliou-me com o género.

Contudo, mais vale tarde do que nunca.

Pouco tenho a dizer sobre “A Guerra dos Tronos” que não tenha já sido dito; esta entrada serve, assim, mais para diário de leitura.

update:
ah! pois. não coloquei a opinião.
Adorei. Adorei. Onde estava eu para ainda não ter lido isto? escondido certamente!!

templo do senhor bom jesus da cruz i

24 Jul
24.07.2011

pormenor do interior do templo do senhor bom jesus da cruz.

templo do senhor bom jesus da cruz

24 Jul
24.07.2011

Interior do templo do senhor bom jesus da cruz.

prego

24 Jul
24.07.2011

Um prego a preto e branco.
Serve de fechadura num velho barraco.

bees

24 Jul
24.07.2011

Abelhas na colheita.

o turno da noite

23 Jul
23.07.2011

“O Turno da Noite” é um conto de João Barreiros inserido na Bang! n.º 10 e o prelúdio de uma “Lisboa Electropunk”.

João Barreiros dispensa apresentações no panorama de ficção cientifica portuguesa; sempre fiel ao que mais adoro ler, ficção cientifica, continua a ser um mestre a mergulhar Lisboa em cenários surrealistas, futuristas – sempre originais.

Espero para que a “Pulp” e a “Lisboa Electropunk” deixem de ser projecto e se tornem realidade.

A revista Bang! n.º 10 (Saída de Emergência) continua a ser um projecto a seguir – aplausos!

morte do palhaço

22 Jul
22.07.2011

(…) Palhaço! Palhaço! A tua vida foi um sonho – agora sonha! Quem se habituou a sonhar, tem de sonhar sempre, de se fechar por dentro com o seu sonho, para fugir à realidade. Agora só te resta fazer do amor sonho e da morte um sonho maior e mais belo.

Morte do Palhaço, Raúl Brandão

© 1999.2018 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera