Archive for month: Outubro, 2011

a isca

31 Out
31.10.2011

Eu. O anzol e a isca.

a franja

30 Out
30.10.2011

Alguém à minha rebeldia decidiu fotografar uma franja rebelde que se colou à testa após libertar a cabeça do meu chapéu. Fica aqui o registo só para chatear.

dracula: a symphony in moonlight

26 Out
26.10.2011

Drácula obra máxima de Bram Stoker teve tantas adaptações que é difícil encontrar nessa gigante palete alguma que seja simpática (com qualidade).

dracula: a symphony in moonlight

dracula: a symphony in moonlight

Jon J. Muth na sua novela gráfica “Dracula: A Symphony In Moonlight” conseguiu ir mais longe e reinventou a história original; e dizer que é uma novela gráfica é uma redução simplista.

dracula: a symphony in moonlight

dracula: a symphony in moonlight

Jon J. Muth numa combinação de espetaculares ilustrações e textos oferece um ambiente gótico verdadeiramente perturbador.
É uma obra que vale apenas pelas lindas imagens que podem ser lidas até fora do contexto da história.

dracula: a symphony in moonlight

dracula: a symphony in moonlight

O meu exemplar foi editado pela Abril Jovem em 1990; é o número um da colecção Graphic Album.

mahou: na origem da magia

24 Out
24.10.2011

Enquanto alguns sortudos têm a oportunidade de estar em contacto com os autores, obter uns rascunhos, umas dedicatórias, outros tristes pobres apenas têm a oportunidade de mergulhar de olhos e cabeça na leitura – Portugal é tão pequeno e paradoxalmente tão grande. Como tal ontem fui apenas às compras.

mahou: na origem da magia

mahou: na origem da magia

Assim de costas, refastelado na cama, com uma chávena de chá verde (o dry martini fica apenas para sábado) na mesinha de cabeceira, nado por entre as páginas da obra “Mahou: Na origem da Magia” de Hugo Teixeira (desenhos) e Ana Vidazinha (história). Adorei o conjunto da obra; os artistas criaram um mundo mágico com o qual me apaixonei.

mahou_interior

mahou: na origem da magia

Esta edição da Asa é um excelente edição. Uma aposta que espero seja ganha a todos os níveis, porque eu quero mais magia! Por isso comprem, comprem e comprem.

outro pormenor

23 Out
23.10.2011

Hoje reparei neste pequeno pormenor de uma prateleira. O esquilo neurótico a olhar para o Ideiafix.

luluzinha teen e sua turma

22 Out
22.10.2011

Já tinha falado que a Turma da Mônica ultrapassou a infância e entrado numa fase pós-adolescência.

O mesmo aconteceu com a personagem Luluzinha. A revista “Luluzinha Teen e sua Turma” (o roqueiro Bolinha, a fashion Glorinha, o surfista Alvinho e a gamer Aninha) estão de volta em estilo manga.

lulu

lulu e bolinha

Apenas tenho o número um por uma questão de “arquivo” – pois diz o viciado.

folhas e pedras

22 Out
22.10.2011

Fonte existente na Avenida João Paulo II, Barcelos.

árvores ii

21 Out
21.10.2011

Uma de muitas fotos efectuadas numa ida à Franqueira num lindo Domingo de Abril.

a descobrir: os anos de ouro da pulp fiction portuguesa

20 Out
20.10.2011

Poucos o sabem, mas a literatura de pulp fiction, que marcou toda a cultura popular dos EUA na primeira metade do século XX, também esteve presente em Portugal, e em força.

Houve um tempo em que heróis mascarados corriam as ruas de Lisboa à cata de criminosos; em que navegadores quinhentistas descobriam cidades submersas e tecnologias avançadas; em que espiões nazis conduziam experiências secretas no Alentejo; em que detectives privados esmurrados pela vida se sacrificavam em prol de uma curvilínea dama; em que bárbaros sanguinários combatiam feitiçaria na companhia de amazonas seminuas; em que era preciso salvar os colonos das estações espaciais de nome português; em que seres das profundezas da Terra e do Tempo despertavam do torpor milenário ao largo de Cascais; em que Portugal sofria constantes ataques de inimigos externos ou ameaças cósmicas que prometiam destruí-lo em poucas páginas, antes de voltar tudo à normalidade aquando do último parágrafo.

directamente da Saída de Emergência

Está à venda a excelente antologia, “Os Anos de Ouro da Pulp Fiction Portuguesa”, organizada por Luís Filipe da Silva da editora Saída de Emergência.

Posso desde já dizer que o design é mais uma vez espectacular (nisto e aquelas outras coisas a editora come-os todos) e o conteúdo muito, mas muito sumarento.
O recheio é composto por:

  • O Segundo Sol por Ruy de Fialho
  • A Expedição dos Mortos por Joachim Hunot
  • A Ilha por João Henriques
  • Pena de Papagaio por A. M. P. Rodrigues
  • O Sentinela e o Mistério da Aldeia dos Pescadores por Orlando Moreira
  • Horror em Sangue por Cristo de Maxwell Gun
  • O Inconsciente por Tiago Rosa
  • A Noite do Sexo Fraco por Ludovico Bombarda
  • Pirata por um Dia por Sónia Louro
  • Valente por Fausto Boamorte
  • O Amaldiçoado por Ish-Tar de Artur de Carvalho
  • Noites Brancas por Ana Sofia Casaca
  • Mais do Mesmo! por João Barreiros

Ufa!

pudim

20 Out
20.10.2011

Um excelente pudim comido na Cervejaria Banabóia.

© 1999.2018 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera