surrealismo na banheira

O espectáculo é surreal. O leão, rei dos animais, vigia friamente Leviatã, o desfalecido rapaz selvagem.

leão, rei dos animais

leão, rei dos animais

O hipopótamo menos comedido no controlo das emoções, grita em desespero. O dinossauro que atravessou uma fenda temporal olha estupefacto; não compreende o que se passa e muito menos onde está.

hipopótamo e dinossauro

hipopótamo e dinossauro

Mas nem tudo está perdido. A salvação vem a caminho e em rodas, um panda desliza rapidamente. Estão a vê-lo?

panda, versão s.o.s.

Presumo que tudo tenha acabado bem, pois tive de me arrastar para o que é realmente importante.

7 respostas
    • paulo brito
      paulo brito says:

      lol. nem queiras saber o que se passa nesta minha tola.

      ontem enquanto tomava um café estava muito pensativo. perguntaram-me em que estava a pensar. a minha resposta:
      “estou a pensar como retirar um cadáver da banheira com um pouco de originalidade.”

      imagina o resto. 🙂

      carpe diem!

      Responder

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.