Quando os outros nos levam a irritarmos-nos com eles — com a sua insolência, injustiça, falta de escrúpulos — então o que acontece é que exercem poder sobre nós, alastram, devorando-nos a alma, pois a irritação é como um veneno ardente, que destrói todos os sentimentos brando, nobres e equilibrados, e nos rouba o sono. (…) O que poderia significar agir correctamente perante a irritação?
Comboio Nocturno para Lisboa de Pascal Mercier (pág. 369)
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.