Acordara um dia e a sua infância tinha acabado — terminara quando ele estava distraído e os seus elementos continuaram indefiníveis, o seu desígnio nebuloso, todas as suas harmonias por resolver.
Deixa a Chuva Cair de Paul Bowles (página 310)
0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.