Lembrei-me de Almeida Garrett, viajante e pensador português de meados do século XIX. Uma inspiração para mim, Garrett fizera uma viagem pelo seu próprio país, narrada em Viagens na Minha Terra, e constatando a pobreza, formulara uma questão: «E eu pergunto aos economistas políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico.»
Sul Profundo de Paul Theroux (página 149)
0 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta