comer/beber por filipe melo e juan cavia

Dois contos que se cruzam na relação — simultaneamente universal e pessoal — entre o paladar e a memória.

Tinta da China

Outro pequeno grande livro no qual o champanhe e a tarte de maçã são personagens por mérito próprio.

O que começou por ser um convite para a revista Granta 9 (Maio de 2017) na qual foi apenas publicada a história Sleepwalk (comer) Comer/Beber presenteia dois contos de uma beleza gráfica e narrativa a todos os níveis.

2 respostas

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.