07 Nov
07.11.2019 Um vez cometido, o erro continua a decorrer com uma obstinação irreparável, como o tiquetaque de uma bomba-relógio. Revivemo-lo depois com uma tal lucidez que parece mentira que não possamos corrigi-lo
Como a Sombra Que Passa de Antonio Muñoz Molina (página 247)
etiquetas: , , , , , ,
0 respostas

deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!