os despojados de ursula k. le guin

Em Anarres, um planeta conhecido pelas extensas áreas desérticas e habitado por uma comunidade proletária, vive Shevek, um físico brilhante que acaba de fazer uma descoberta científica que vai revolucionar a civilização interplanetária. No entanto, Shevek cedo se apercebe do ódio e desconfiança que isolam o seu povo do resto do universo, em especial, do planeta gémeo, Urras.
Em Urras, um planeta de recursos abundantes, impera um sistema capitalista que atrai Shevek, decidido a encontrar mais liberdade e tolerância. Mas a sua inocência começa a desaparecer perante a realidade amarga de estar a ser usado como peão num jogo político letal.
Que esperança e idealismo restam a Shevek, aprisionado entre dois mundos incapazes de ultrapassar as diferenças? E ao desafiar ambos os regimes políticos, conseguirá ele abrir caminho para os ventos da mudança?

Lido pela primeira vez com 17 anos (1985), numa edição das Publicações Europa-América, quando estava em França a passar umas longas férias, “Os Despojados, Uma Utopia Ambígua” de Ursula K. Le Guin foi um livro que me marcou.

edição pelas publicações europa-américa em dois volumes

Quando a Saída de Emergência decidiu reeditar esta obra magistral comprei-a, sem sobressaltos, assim que lhe coloquei os olhos em cima. Adiei foi o prazer da sua releitura até que, enfim, tive de pegar no livro.

Terminei-o hoje e continua a ser um livro cheio de vivacidade, com personagens marcantes – uma história intemporal.

Tradução de Fernanda Semedo

A revisão podia ser mais cuidada. O livro apresenta algumas gralhas desnecessárias.

O livro é composto por 13 capítulos identificados de Capítulo 1 ao Capítulo 13.
Na edição das Publicações Europa-América os 13 capítulos têm a seguinte denominação:

  1. ANARRES. URRAS
  2. ANARRES
  3. URRAS
  4. ANARRES
  5. URRAS
  6. ANARRES
  7. URRAS
  8. ANARRES
  9. URRAS
  10. ANARRES
  11. URRAS
  12. ANARRES
  13. URRAS. ANARRES
1 responder

Trackbacks & Pingbacks

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.