o homem que matou lucky luke de matthieu bonhomme

Destruí a lenda! Matei Lucky Luke!
Ao chegar a Frog Town numa noite de tempestade, Lucky Luke, além de ter de enfrentar o bando dos irmãos Bones, não imaginava que estava prestes a encontrar o homem que o iria matar.
Matthieu Bonhomme criou esta maravilhosa homenagem ao cowboy de Morris por ocasião do 70.º aniversário da personagem, num álbum vencedor do prémio do público em Angoulême, reinventando o cowboy solitário criado por Morris numa magnífica história que, entre outras revelações, explica o motivo por que Lucky Luke deixou de fumar!

A Seita

Livro cheio de referências à cultura popular, começando logo pela capa em clara homenagem a Clint Eastwood dos filmes que compõem a “Trilogia Dólares” realizado por Sergio Leone.

O álbum, “O Homem que Matou Lucky Luke”, publicado em 2016 no ano em que se comemoraram os 70 anos da criação do famoso personagem por Morris, faz parte de um série intitulada “Lucky Luke (visto por …)”.

Esta criação de Matthieu Bonhomme é simplesmente maravilhosa em todos os seus detalhes: argumento, desenhos, cores.

Não me desapontou em nada. E não foi à toa que o álbum recebeu o prémio belga Saint-Michel para o Melhor Álbum em 2016 e os Prémios do Público Cultura e dos Liceus no festival de Angoulême em 2017.

Um livro para quem gosta de coisas mesmo boas.

Estou ansioso por mais duas edições d’ A Seita da série (visto por…): “Lucky Luke Muda de Sela” e “Jolly Jumper Não Responde”

Tradução por Sandra Alvarez

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Seita, que já nos tinha premiado em Março deste ano com o excelente álbum O Homem que Matou Lucky Luke com uma edição exclusiva da Fnac, conseguiu novamente duplicar o feito e adicionou, ainda, uma […]

deixar uma resposta

deseja juntar-se à discussão?
esteja à vontade para contribuir!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.