fragmento.000479

O país preparava-se para o dia das eleições. Strike recolheu-se cedo no domingo e assistiu no seu televisor portátil ao resumo do dia, em que eram apresentadas as gafes, os desmentidos e as promessas. Apercebia-se de um certo ambiente de desânimo em todas as noticias que via. A dívida nacional era tão grande que era difícil compreender a sua dimensão. Vinham aí cortes, vencesse quem vencesse; cortes profundos e dolorosos; e, por vezes, com as suas palavras ambíguas, os líderes partidários faziam lembrar a Strike os cirurgiões que lhe tinham dito com cautela que poderia vir a sentir um certo desconforto; eles, que nunca sentiriam na pele a dor que ia ser-lhe infligida a ele.
Quando o Cuco Chama de Robert Galbraith (página 315)

0 respostas

Deixar uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.