Author Archive para: paulo brito

regresso à patagónia de bruce chatwin e paul theroux

17 Jun
17.06.2019

Este pequeno livro raro e de culto resulta do encontro de dois dos mais importantes autores de literatura de viagens. Bruce Chatwin escreveu a obra de referência Na Patagónia, que Theroux levava em mente e na bagagem quando partiu para a Terra do Fogo na viagem que deu origem a The Old Patagonian Express (O Velho Expresso da Patagónia). Em Regresso à Patagónia reúnem-se textos dos dois autores, num guia relâmpago das histórias da região (segundo o The Independent), juntos em temas tão diversos quanto “Animais e pássaros estranhos” e “A perplexidade de Darwin”.

Quetzal Editores

Para ser sincero este livro não foi uma leitura que me divertiu por aí além. Os textos dos dois autores são um pequeno guia de histórias sobre a região. Enfim, uma referência bibliográfica.

Mas Paul Theroux ainda consegue escrever algumas frases que destoam e ainda bem.

o reino do dragão de ouro por isabel allende

17 Jun
17.06.2019

A estátua do Dragão de Ouro permanece oculta num pequeno e misterioso reino encravado na Cordilheira dos Himalaias. Segundo reza a lenda, este magnífico objeto, um poderoso instrumento de adivinhação incrustado de pedras preciosas, guarda a paz destas terras. Uma paz que agora, devido à cobiça na alma dos homens, pode vir a ser perturbada.
Em O Reino do Dragão de Ouro, Isabel Allende convida-nos a entrar numa dupla aventura. Alexander Cold, a sua avó Kate e Nadia Santos, os protagonistas de A Cidade dos Deuses Selvagens, voltam a reunir-se. O leitor viverá com eles as suas peripécias e vicissitudes, na beleza nua e límpida das montanhas e vales dos Himalaias, agora na companhia de novos amigos.

Wook

Lido com imenso prazer o segundo volume da trilogia As Memórias da Águia e do Jaguar. Apesar de poder ser considerada uma leitura para jovens adultos, para quem gosta de colagens, não deixa de ser uma história que se lê sem qualquer dificuldade e que diverte.

As personagens criadas ficam na memória.


Lido:

no interior: “regresso à patagónia”

17 Jun
17.06.2019

Vinheta no interior do livro Regresso à Patagónia editado pela Quetzal.

16 Jun
16.06.2019 Não havia uma zona intermédia de estudo. Ou a vastidão do deserto ou a observação de uma pequena flor. Na Patagónia éramos obrigados a escolher entre o minúsculo e o interminável
Regresso à Patagónia de Bruce Chatwin e Paul Theroux (página 16)

bruce

14 Jun
14.06.2019

A mount como recompensa pela conclusão da Murder Mystery Questline.

apitadela

14 Jun
14.06.2019

Segundo o Priberam:

  1. Acto ou efeito de apitar.
  2. Toque de apito ou de buzina
  3. [Informal] Telefonema rápido.

https://dicionario.priberam.org/apitadela

Para os mal intencionados será a pita dela.

14 Jun
14.06.2019

— Não. Você não conhece nada. Não sabe do que fala. É um rapazinho embriagado pela própria impertinência. Aceitar que não posso criticar alguém pelo facto desse alguém ser negro, a isso chama-se paternalismo. O paternalismo é o racismo elegante dos cobardes.

As Mulheres do Meu Pai de José Eduardo Agualusa (página 182)

the brawl’gar trial

13 Jun
13.06.2019

Quest realmente hilariante.

mim acusado!

anon

13 Jun
13.06.2019

Anon é um filme de ficção-cientifica simples, sem efeitos surpreendentes e lutas impressionantes. A história é mais actual do que nunca … ou pelo menos deveria ser. Em uma sociedade, onde “sentimos a necessidade” de estar “ligados” o tempo todo … o filme leva-nos ao limite dos limites: um futuro de vigilância extrema onde tudo é guardado no Ether e a anonimidade é crime.

Clive Owen (Sal Frieland) e Afiya Bennett (a rapariga) passeiam-se numa elegante cadência.

fernando pessoa no the new york

13 Jun
13.06.2019

Em Agosto de 2017 a revista The New York publicou um interessante artigo sobre Fernando Pessoa.

If ever there was a writer in flight from his name, it was Fernando Pessoa. Pessoa is the Portuguese word for “person,” and there is nothing he less wanted to be. Again and again, in both poetry and prose, Pessoa denied that he existed as any kind of distinctive individual. “I’m beginning to know myself. I don’t exist,” he writes in one poem. “I’m the gap between what I’d like to be and what others have made of me. . . . That’s me. Period.”

The New Yorker, By Adam Kirsch

Hoje regresso com esse artigo.

Illustration by Riccardo Vecchio

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!