Archive for category: poemas

nascer…

09 Ago
09.08.2008

Nascer
um destino
que se inicia

sem continuação

31 Jul
31.07.2008

De boca rasgada
De olhos fechados
respiro. soluço. sufoco. respiro
e eis que morro…
suavemente, dizem. como um passarinho, comentam.
Gostava de dizer que morri devagarinho
sem glória. sem história.

hoje

03 Jul
03.07.2008

hoje
mais uma vez
acordei. mas

ontem
fechei os olhos e
estagnei o pensamento
numa ideia. de que

hoje
continuaria
a dormir. mas

viver
é sofrer
também
com esta leviandade.

um afago

02 Abr
02.04.2008

afaguei-lhe o corpo com violência…
mordi-lhe a orelha…
ofereci-lhe um abraço…
despedia com uma ferradela no cachaço…

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!