Archive for category: blog

azul cobalto

07 Jan
07.01.2007

(…) Este tipo de depressão, para além de uma tristeza absoluta, consiste em colocarmos a nós mesmos perguntas ambiciosas, como por exemplo: Qual é o significado da vida?(…)

páginas 153/154

Patricia Highsmith, Azul Cobalto // título original: Ripley Under Ground // editor: Gradiva, colecção não incomode n.º 1, Viseu, 1986 // ISBN: 972-662-009-0

colorido

09 Dez
09.12.2006

Hoje tive esta linda oferta do Leandro.
Tenho, naturalmente, que a registar no meu diário virtual.

01 Dez
01.12.2006 O ténue véu da dignidade humana fora desfeito e nós éramos tão miseráveis e infortunados como uma colónia de formigas envenenadas por um jardineiro de cuja existência nem sequer tinham percepção.
página 153

Edmund Cooper, A Vinda do Futuro // título original: Tomorrow Came // tradução: Eurico da Fonseca // editor: Livros do Brasil, Colecção Argonauta n.º 477, Lisboa, Jun.1997

28 Nov
28.11.2006 É por isso que continuo a caminhar. Porque, como vêem, ser um vagabundo é o que há de mais próximo de ser um fantasma. Depois, como um autómato, continuei a caminhar tentando afastar do meu espírito o amargo conhecimento de que não tinha para onde ir…
página 158

Edmund Cooper, A Vinda do Futuro // título original: Tomorrow Came // tradução: Eurico da Fonseca // editor: Livros do Brasil, Colecção Argonauta n.º 477, Lisboa, Jun.1997

a vinda do futuro

27 Nov
27.11.2006

Como num transe, caminhou pelas avenidas, misturando-se com a louca e infinda torrente de nova-iorquinos. Sob o transe, sem consciência da passagem do tempo, foi levado a uma intemporal peregrinação a parte alguma.

página 118

Neste livro estão reunidos os seguintes contos:

  • Welcome Home
  • Death Watch
  • The Piccadilly Interval
  • The Mouse That Roared
  • Nineteen Ninety-Four
  • When the Saucers Came
  • The First Martian
  • The Lizard of Woz
  • The Life and Death of Plunky Goo
  • Judgement Day
  • Vertical Hold
  • The Doomsday Story

Edmund Cooper, A Vinda do Futuro // título original: Tomorrow Came // tradução: Eurico da Fonseca // editor: Livros do Brasil, Colecção Argonauta n.º 477, Lisboa, Jun.1997

jogamos mal….

21 Nov
21.11.2006

Quando um dos três “grandes” perde com uma equipa estatisticamente mais fraca foi por ter “jogado mal” e não pelo facto de a outra equipa ter jogado bem.

15 Nov
15.11.2006 O milénio é uma criação da nossa cultura, uma data arbitrária inscrita na eternidade. Porque o aborrecimento do nosso existir, não permite os dramas de uma fértil imaginação apocalíptica.
Skepticism and Humanism: The New Paradigm by Paul Kurtz

13 Nov
13.11.2006

Deus sorri

à nos fautes les plus graves comme on sourit au jeu des petits chiens sur un tapis

Maurice Maeterlinck

haver há!

13 Nov
13.11.2006

há mulheres mesmo muito boas… mas que são de plástico.

12 Nov
12.11.2006 O Padre Vittorio diz que alguns mortos estão felizes, e são aqueles que eram bons quando ainda estavam vivos, e então encontram-se num lugar chamado Paraíso, que deve ser estupendo porque é ali que vive Deus; pelo contrário, outros estão tristes e arrependidos, porque foram um pouco maus e só depois de mortos se aperceberam de que queriam ter sido bons, e estes encontram-se noutro lugar um pouco menos bonito chamado Purgatório e mais tarde talvez possam ir para o Paraíso, mas não se sabe… E há outros ainda que estão tristes mas não estão arrependidos, e estes caem nas chamas, numa fogueira gigantesca chamada Inferno.
Olga por Chiara Zocchi
© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!