Archive for category: rabiscos

01.02.s

04 Fev
04.02.2013

Aqui vos apresento a primeira experiência da segunda série.
Não sei desenhar, e não tenho ninguém desocupado para desenhar as minhas histórias, decidi, à semelhança daquele realizador de cinema que filmou o primeiro filme para passar na rádio, criar uma banda desenhada, curta, quase exclusivamente a preto.

Estou contente com o resultado final.

um pedido nada usual (excerto)

27 Jan
27.01.2013

A fachada da companhia de multi-serviços 1.2rc2 é uma autêntica manta de retalhos. Reflexo da sobrevivência a três 1/2 terramotos, a dois tufões, a um ataque de harpias e, talvez a pior ocorrência, ter sido vítima inocente, na esquina octogonal lateral direita, logo a seguir à actualização 1.b, da mordida de Cerberus. Será, certamente devido a esses ataques, o motivo para a fachada não ter uma versão definitiva e actualizada.

É um edifício que aparenta estar a cair a qualquer momento, mas que é mais seguro do que um pudim molotov. E não deixa ser uma sublime visão arquitectónica para uns, ou uma aberração assustadora para outros. Acrescente-se o facto de ter, pelo que é dado a conhecer, duas portas de entrada e uma delas, introduzida na actualização rc1.b, estar colocada a trinta e cinco metros do chão. Podem dizer que a porta superior é apenas de saída, mas todos nós sabemos que primeiro as portas servem para entrar e só depois para sair.

Foi, pois, através da porta do rés-do-chão, na sua versão v1.0, que um homem de idade indecifrável entrou no edifício e se dirigiu com passo determinado ao balcão F1.
‘Quero encomendar um suicídio.’


informações: apenas um extracto da história

os amantes (excerto)

11 Jan
11.01.2013

Ele sai de casa atrelado à sua yorkshiree terrier. Ela sai de casa a reboque do seu husky siberiano. Não se cruzam, mas encontram-se diariamente pelas 07h15m de relógio no sector 1.2rc2 do parque da cidade de Barcelos. Aí aguardam pacientemente que os canídeos defequem. Depois cada um deles com a mão direita envolta num saco de plástico recolhe da fina relva as fezes desiguais.

Mão extraída do saco; fechado com nó – ele e ela finalmente cruzam-se com um olhar tímido, cúmplice enquanto cada saco de fezes é depositado no caixote do lixo em sincronia.


informações: apenas um extracto da história

trocas!

04 Dez
04.12.2012

y. as queixas; a pergunta; a solução?
– Só trabalho e mais trabalho. São os filhos, a casa, a cozinha, o cozinhar, dar os remédios. Ao menos os homens chegam a casa e só vêm o sofá, a televisão. Só lhes falta um qualquer bobi levar-lhes as pantufas, o jornal e a cerveja. Que ódio. Quem me dera às vezes ser homem. Do que é que eles se podem queixar?

x. a queixa; que simplicidade!
– Apenas nos queixamos por as mulheres desejarem ser homens.

um logo ou outra coisa qualquer

22 Out
22.10.2012

Ontem na cama, no aconchego dos lençóis, fiz esta tentativa de uma coisa qualquer que resultou numa porcaria em preto.

o fracasso

24 Set
24.09.2012

Uma tentativa de merda.

plano de fuga da margarida

10 Set
10.09.2012

– Pai chega aqui.
– O que se passa miúda?
– Ficas com este plano de fuga?
– Explicas melhor, poder ser?
– Não percebes, pois!
Nope
– Pois, mas é simples. Olha p’ra ‘qui. O Gui sai disparado para Marte; o Bruno sai disparado para o outro lado do recreio; eu saio, também, para o outro lado do recreio; a Inês Carvalho cai para o chão; a Lígia vai para a sala de aula e o João Francisco, também vai para a sala. Fugimos todos.
– Fogem de quem?
– Oh pai, não percebes mesmo nada.

a dúvida, a exclamação, a solução

26 Jun
26.06.2012

Aqui estão mais duas tentativas de desenho do master wizard.

0001

desenho para ela e ele

16 Jun
16.06.2012

Um desenho da Margarida em azul.

rosto gordo

27 Fev
27.02.2012

Bem tento que a minha filha siga algumas regras a desenhar. Para me aborrecer oferece-me isto dizendo “a tua cara pai!”

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!