Archive for category: rabiscos

os primeiros desenhos, desenhos?

18 Abr
18.04.2010

Os dois primeiros desenhos com alguma? qualidade? do rebento de três anos.
O primeiro é o Shrek o segundo o homem da neve.

homem da neve

forte vs gordo

17 Abr
17.04.2009

A caminho de casa e ao passar junto a camiões carregados com carrosséis para as próximas Festas das Cruzes a minha mulher diz à nossa filha:
– Já viste Margarida os camiões com os carrosséis para depois tu brincares?
– Mas eu tenho medo. E sem demora diz em tom trocista: – Não tenho não. Pai, tu podes ir comigo, não podes?
– Claro que posso ir Margarida.
– Mas tu és gordo. Olho para ela com uma cara de estupefacção e ela returca:
– Poooisss tu és forteeee. Gordo é o Sérgio Go’dinho.

Claro que dei boas e valentes gargalhadas.

caras & setas

10 Fev
10.02.2009

Descobri esta minha obra de arte popular num papel de rascunho.

o dia seguinte

01 Ago
01.08.2008

Vejamos um perfeito exemplo de verdadeira contra publicidade.
Se uma menina, mulher, donzela, senhora, senhorinha ou pura e simplesmente uma putinha, para não usar a palavra puta, tomar a pílula do dia seguinte no dia seguinte a ter sexo sem protecção contraceptiva e nesse dia mesmo dia, que é o dia seguinte ao anterior, mas também o dia anterior ao seguinte, acometer-se novamente a sexo celestial sem as necessárias medidas de protecção contraceptiva será que no dia seguinte a esse dia, que já foi dia seguinte do dia anterior, terá de tomar novamente a pílula do dia seguinte? Será que estaremos perante o mito do eterno retorno tão querido das filosofias pré-cromáticas? Ou é apenas uma caça camuflada aos gambozinos? Ou será a razão para Santo Inga ser um autêntico baldas? Ou será esse o motivo para galinha ser galada e muitas das vezes se perder no meio da estrada? Hummm. E ela hoje não veio de madrugada.

Porque não recorrer a uma boa poção da Companhia de Multi-Serviços 1.2rc2 que tem como únicos efeitos secundários o facto de viciar e causar azia?

arrisca-te

06 Mar
06.03.2008

Arrisca-te. – disse ele com aquela petulância difícil de disfarçar e que caracterizava os seus piores momentos. Momentos que ocorriam em apenas três situações. Quando o Porto perdia ou quando o Benfica ganhava. E nas raras vezes que prendia os reduzidos testículos ao fecho das calças. Aquela mania de andar quase in natura tinha os seus riscos.
Não te sentes melhor? – insistia ele.
Inicialmente pensei que ele estava a discorrer frases pelo prazer de se ouvir, ou melhor, pelo prazer de se escrever. Erro meu. Erro obtuso. Ele estava sistematicamente a me provocar.

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!