battle for gilneas veteran

15 Jul
15.07.2020

213 bgs para 100 vitórias; uma percentagem de vitórias de 46,95% – nada mal, direi eu.

o homem corvo de david soares

15 Jul
15.07.2020

Conheçam o Homem Corvo: um ladrão de lágrimas, que entra à noite nos quartos de meninos tristes. Mas numa noite especial, em que cada barulhinho parece um barulhão, ele espanta-se por encontrar uma coisa que sempre desejara ter: um coração.

Wook

História fantástica; fotografias deslumbrantes.

Os criadores David Soares, Ana Bossa e Nuno Bouça criaram uma aventura mágica.

b.o.s.s.

09 Jul
09.07.2020

Já aqui falei do C.H.E.FE., do E.N.CA.R.R.E.G.A.D.O. e do P.R.O.F.E.S.S.O.R. por isso chegou a altura de falar do B.O.S.S., o supra-sumo do requinte organizacional, o exemplo da reengenharia “estamos aos papéis”.

Um B.O.S.S. quando é um verdadeiro B.O.S.S. toda a gente repara nele. É uma pessoa realmente bestial; capaz de cenas altamente maradas.

O B.O.S.S. é carinhosamente conhecido entre os amigos fictícios e reais inimigos como uma Besta Orgulhosamente Senhora de Si.

09 Jul
09.07.2020 The dice came up six and one. (…)
‘What do the dice say?’
(…)
‘Dice say nothing. They are dice.’
‘Why roll ‘em, then?’
‘They are dice. What else would I do with them?’
Best Served Cold by Joe Abercrombie (página 61/62)

sete para a eternidade, vol 1 de remender e opeña

08 Jul
08.07.2020

Uma banda desenhada realmente brutal, visceral, nos textos, nos desenhos e nas cores.

Sete Para a Eternidade de Rick Remender, Jerome Opeña & James Harren (que desenha os #7-8 de Sete para a Eternidade e aqui os desenhos perdem quando a mim um pouco de fôlego) tornou-se numa leitura tensa, estranha, memorável.

A ideia, até pode não ser nova, mas a execução é brilhante.

G Floy para quando o segundo volume?

Tradução de Filipe Faria

o papagaio de faulbert de julian barnes

08 Jul
08.07.2020

Amo Gustave Flaubert. Os romances Madame Bovary, Educação Sentimentale e Salammbô, o conto Um Coração Simples são magistrais.

Quando descubro assim como en passant o livro O Papagaio de Flaubert de Julian Barnes sabia que o tinha de ler. Não desaponta. Vai além do esperava.

Tradução de Ana Maria Amador

tradutora: ana maria amador

07 Jul
07.07.2020

Ana Maria Amador é um dos nomes de referência da tradução literária portuguesa. Além de Julian Barnes, devemos-lhe versões na nossa língua de autores como Nadine Gordimer, Patricia Highsmith, Arthur C. Clarke ou Colleen Mccullough — uma bela seleção.

insane in the membrane

04 Jul
04.07.2020

Passados que são 6 anos desde que decidi fazer isto, finalmente andei a farmar consistentemente as caixas para a última fase.

master fof temple of kotmogu

04 Jul
04.07.2020

Completei isto há uns dias atrás.

dois anos, oito meses e vinte e oito noites de salman rushdie

01 Jul
01.07.2020

No futuro próximo, depois de Nova Iorque ser assolada por uma tempestade, principiam acontecimentos estranhos, como por exemplo, um jardineiro descobrir que os seus pés já não tocam no chão, ou uma bebé identificar a corrupção com a sua mera presença. Sem o saberem, todos eles são descendentes dos seres fantásticos, caprichosos e lúbricos conhecidos como jinn, que vivem num mundo separado do nosso por um véu. Há séculos, Dunia, uma princesa dos jinn, apaixonou-se por um ser mortal, um homem racional. Juntos, tiveram um número espantoso de filhos, que se espalharam ao longo de gerações pelo mundo humano e não têm consciência dos seus poderes fantásticos.

Quando a linha entre os mundos se quebra a grande escala, os filhos de Dunia e outros desempenharão um papel numa guerra épica entre a luz e as trevas ao longo de mil e uma noites — ou seja, dois anos, oito meses e vinte e oito noites. Uma época de enorme perturbação, na qual as crenças são postas em questão, as palavras funcionam como veneno, o silêncio é uma doença e um ruído pode conter uma maldição oculta.

Wook

O primeiro livro que li de Salman Rushdie foi uma leitura memorável. Realmente surpreendente e brilhante – fantástico.

Tradução de Ana Saldanha

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!