Tag Archive for: aldous huxley

clássico eis a questão

24 Fev
24.02.2020

Um clássico é um livro atemporal, que consegue sobreviver para além da época em que foi escrito. Não implica ser, necessariamente, um livro antigo, apesar de isto estar, quase, implícito, porque actualmente os livros falham em qualidade do texto. Claro que a determinação do que é belo é um juízo subjectivo do leitor, com os seus gostos e valores próprios. Mas é fácil concluir que nunca são livros vulgares, são sim livros complexos, inusitados; não que sejam difíceis de ler.

Um clássico teve e continua a ter, sempre que é lido ou relido, uma repercussão na história literária e, porque não, na cultura popular – fica gravado de uma maneira ou outra na memória colectiva pelos temas universais que geralmente abordam.

Um livro editado hoje não pode ser considerado um clássico, porque ainda não resistiu ao teste do tempo.

Numa lista simples posso colocar:

  • O Romance do Genji (1005-1014) de Murasaki Shikibu
  • Dom Quixote de la Mancha (1605-1615) de Miguel de Cervantes
  • Moby Dick (1851) de Herman Melville
  • Os Maias (1888) de Eça de Queirós
  • O Retrato de Dorian Gray (1891) de Oscar Wilde
  • Em Busca do Tempo Perdido (1913-27) de Marcel Proust
  • O Processo (1925) de Franz Kafka
  • Admirável Mundo Novo (1932) de Aldous Huxley
  • 1984 (1949) de George Orwell
  • As Cidades Invisíveis (1972) de Italo Calvino
  • O Nome da Rosa (1980) de Umberto Eco
  • Memorial do Convento (1982) de José Saramago

09 Mai
09.05.2018 A mentira por omissão transforma-se, inevitavelmente, em mentira positiva.
Sem Olhos em Gaza de Aldous Huxley (página 309)

a minha escolha

15 Abr
15.04.2016

Rhys Hughes tagged me for this. In your status line list 10 books that have stayed with you.

Rhys Hughes

Don’t take more than a few minutes. Don’t think too hard. They don’t have to be great works, or even your favourites. Just the ones that have touched you.
Tag 10 friends including me so I’ll see your list.

Books that have stayed with me?

  1. L’Éducation sentimentale (Gustave Flaubert)
  2. Splendeurs et misères des courtisanes (Honoré de Balzac)
  3. Le Rouge et le Noir (Stendhal)
  4. The Dispossessed (Ursula K. Le Guin)
  5. War and Peace (Leo Tolstoy)
  6. Brave New World (Aldous Huxley)
  7. After Such Knowledge (James Blish)
  8. Le Matin des Magiciens (Louis Pauwels and Jacques Bergier)
  9. Les jeux sont faits (Jean-Paul Sartre)
  10. À la recherche du temps perdu (Marcel Proust)
  11. The Trial (Franz Kafka)
  12. Thus Spoke Zarathustra (Friedrich Nietzsche)
  13. Demons (Fyodor Dostoyevsky)
  • 2010 – The Coandă Effect (Rhys Hughes)
  • 2010 – O Evangelho do Enforcado (David Soares)
  • 2013 – Experiments at 3 Billion A.M. (Alexander Zelenyj)
  • 2014 – Feather (David Rix)
  • 2015 – Sylvow (Douglas Thompson)
  • 2016 – A Suite In Four Windows (David Rix)

Rules: In your status line, list 10 books that have stayed with you. Don’t take more than a few minutes; don’t think too hard. They don’t have to be great works, just the ones that have touched you. Tag 10 friends, including me, so I’ll see your list.

my top 25 + 2 science fiction writers

30 Jun
30.06.2013

My top list of fictional science fiction writers and one or two books (or series of books):

  1. Brian Aldiss
    1. Earthworks
  2. Jack Vance
    1. The Demon Princes
  3. Ray Bradbury
    1. Fahrenheit 451
    2. The Martian Chronicles
  4. Italo Calvino
    1. The Cloven Viscount
    2. The Nonexistent Knight
  5. Ursula K. Le Guin
    1. The Left Hand of Darkness
    2. The Dispossessed
  6. Gene Wolfe
    1. The Book of the New Sun
  7. Michael Moorcock
    1. Behold the Man
    2. Elric of Melniboné
  8. Philip José Farmer
    1. Dayworld
  9. Robert A. Heinlein
    1. Stranger in a Strange Land
  10. Gordon R. Dickson
    1. Childe Cycle
    2. Time Storm
  11. Isaac Asimov
    1. The Foundation
  12. Joe Haldeman
    1. The Forever War
  13. Philip K. Dick
    1. Ubik
  14. Arthur C. Clarke
    1. The Fountains of Paradise
  15. H.G. Wells
    1. The Island of Dr. Moreau
  16. Jules Verne
    1. 20,000 Leagues Under the Sea
  17. Orson Scott Card
    1. Ender’s Game
  18. Alfred Bester
    1. The Stars My Destination
    2. The Demolished Man
  19. Neal Stephenson
    1. Snow Crash
  20. Frederick Pohl
    1. HeeChee Saga
  21. Robert Silverberg
    1. Majipoor
    2. The Man in the Maze
  22. E. E. “Doc” Smith
    1. Lensmen
    2. Skylark
  23. Stanislaw Lem
    1. Solaris
    2. Return from the Stars
  24. L Ron Hubbard
    1. Battlefield Earth
  25. James Blish
    1. After Such Knowledge
  26. Connie Willis
    1. Doomsday Book
  27. Aldous Huxley
    1. Brave New World

02 Fev
02.02.2009 Reflexo condicionado. Quanta satisfação me proporcionou o velho Pavlov quando o li pela primeira vez. Demolição definitiva das pretensões humanas. Éramos todos cães e cadelas. Bau-au-au, cheirar o candeeiro, levantar a pata, roer o osso. Adeus tolices acerca do livre arbí­trio, a bondade, a verdade e tudo o mais.
Sem Olhos em Gaza por Aldous Huxley (página 54)

Sem Olhos em Gaza, Aldous Huxley // título original: Eyeless in Gaza // tradutor: V. de Miranda Reis // capa: Bernando Marques // editor: Livros do Brasil, Lisboa, 1984

02 Fev
02.02.2009 Trabalhei toda a manhã. Porque seria tolice não tratar de dar forma aos meus materiais. Nova forma, claro.
Sem Olhos em Gaza por Aldous Huxley (página 15)

Sem Olhos em Gaza, Aldous Huxley // título original: Eyeless in Gaza // tradutor: V. de Miranda Reis // capa: Bernando Marques // editor: Livros do Brasil, Lisboa, 1984

omissão…

05 Jun
05.06.2006

A mentira por omissão transforma-se, inevitavelmente, em mentira positiva.

Aldous Huxley, Sem Olhos em Gaza

Aldous Huxley, Sem Olhos em Gaza< // título original: Eyeless in Gaza // tradução: V. de Miranda Reis // editor: Livros do Brasil, Lisboa, 1984, pág. 309
© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!