Artigos

causas e consequências

Quando algo nos ocorre que foge à rotina tentamos encontrar o acontecimento catalisador desse evento. No meu caso é a compra e utilização da bicicleta elíptica – que não existam dúvidas.

Desde essa altura tive uma crise de gota no pé direito; tenho frieiras nos dedos dos pés e kaboummm uma tendinite da coifa.

O que me vai mais acontecer? Não sei. Na dúvida vendi a bicicleta.

gazes

Até gosto de fazer exercício na bicicleta elíptica, mas às vezes ocorre-me uma falta de vontade que até não me surpreende. Nessas alturas a desculpa para os outros é que o exercício me provoca gazes, porque constatei que o argumento “está a chover” não cola.

rotinaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

A pandemia Covid-19 não mudou muito a minha rotina diária.

Regularmente vou trabalhar. E regresso a casa – sempre.

Continuo a beber a minha primeira cerveja e a arrepender-me de a ter bebido. Bebo uma segunda cerveja e arrependo-me… novamente. É cíclico, quase doentio.

A contrição força-me a 40 minutos de exercício na bicicleta elíptica e enquanto isso vou pensando nas próximas cervejas.

Só noto uma pequena e ridícula diferença. Desde que ando na rua com máscara sinto que estou a ser assaltado.

boleia arriscada, os contos

O conto também não é uma arte perdida, mas concordo que está mais próximo da extinção do que a poesia.

página 13

No entanto creio que consegui renovar a minha arte, pelo menos para mim próprio, essencialmente porque me recuso deixar que passe um ano sem que escreva pelo menos um ou dois contos. Não por causa de dinheiro, nem sequer por amor, mas por uma espécie de dever. Porque se queremos escrever contos temos de fazer mais do que pensar em escrever contos. Não é como andar de bicicleta, mas mais com treinar no ginásio: a técnica de nada nos vale se não nos ser virmos dela.

página 18

O livro de contos, “Boleia Arriscada”, é o primeiro livro de contos que estou a ler de Stephen King. O livro foi originalmente publicado em 2002 com o título de “Everything Is eventual: 14 Dark Tales”.

Os contos que fazem parte desta antologia são:

  1. Autopsy Room Four (1997)
  2. The Man in the Black Suit (1994)
  3. All That You Love Will Be Carried Away (2001)
  4. The Death of Jack Hamilton (2001)
  5. In the Deathroom (1999)
  6. The Little Sisters of Eluria (1998)
  7. Everything’s Eventual (1997)
  8. L. T.’s Theory of Pets (1997)
  9. The Road Virus Heads North (1999)
  10. Lunch at the Gotham Café (1995)
  11. That Feeling, You Can Only Say What It Is in French (1998)
  12. 1408 (1999)
  13. Riding the Bullet (2000)
  14. Luckey Quarter (1995)

É lamentável que na edição portuguesa não exista um índice com as datas da publicação original dos contos, porque gosto, obsessivamente, de ter esta indicação – pois.

lol, camuflagem 10.0 – desvio

Apesar de ter criado uma história. Não a publico. Fica apenas a imagem de um lol tirolês.

décadas marcantes da moda no século xx

Esta exposição, na Sala Gótica dos Paços do Concelho, foi visitada com a minha filha num lindo domingo. Ela adorou os vestidos, mas especialmente uma bicicleta de 2 lugares.

as outras duas descobertas: “janelas de futuro”

No dia 25 de Setembro escrevi

Hoje foi um dia de descobertas; duas trouxeram uma frutada surpresa a terceira revelou-se completamente inebriante.
Resolvo para já assinalar a descoberta “inebriante”.

Hoje é dia de escrever sobre as duas descobertas frutadas. Aqui está a segunda.

O projecto Braga Parque “Janelas de Futuro” – Exposição urbana de arte criado no âmbito do rebranding da marca Braga Parque teve uma breve passagem pela cidade de Barcelos; até fim de Outubro, ainda, pode ser visto no Braga Parque.

Foi uma exposição interessante e um desafio ganho pelos criadores:

  • Storytailors – Moda
  • Alexandre Farto (Vhils) – Consumo Urbano
  • Filipe Pinto Soares – Universo Infantil
  • Tiago Bettencourt – Música

janelas de futuro

infância feita de futuro, filipe pinto soares

Enquanto a minha filha passeava pelo Largo da Porta Nova de bicicleta pude sem confusão e com tranquilidade admirar os trabalhos.
Não consegui tirar grandes fotos devido à claridade da manhã e aos vidros que protegiam os quatro enormes expositores. Mas eu vi bem e é isso que interessa.

as outras duas descobertas: “fé nos burros”

No dia 25 de Setembro escrevi

Hoje foi um dia de descobertas; duas trouxeram uma frutada surpresa a terceira revelou-se completamente inebriante.
Resolvo para já assinalar a descoberta “inebriante”.

Hoje é dia de escrever sobre as duas descobertas frutadas. Aqui está a primeira.

Fé nos Burros” consiste num projecto de fotografia e vídeo de João Pedro Marnoto em colaboração com a AEPGA (Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino) e com o apoio do Município de Alfândega da Fé que pretende enaltecer a importância da relação Homem-Animal, com especial relevância para as burras, burros, mulas e machos.

Através da presença destes animais, iremos descobrir facetas do quotidiano dos seus donos, desde a sua cultura material, saberes e fazeres de tradição oral, modos de pensar, até aos seus sentimentos e emoções. Deste modo, enquanto se perpetuar esta cumplicidade entre o Homem e o Burro haverá sempre esperança na sobrevivência da espécie que desde sempre fez parte da nossa história e memória colectiva. E que queremos continuar a celebrar e preservar.
texto retirado do site da AEPGA

Esta exposição estava em exibição ao ar livre na Avenida da Liberdade (Barcelos).
E foi uma boa descoberta. Eu via os burros, a minha filha passeava por lá de bicicleta, eu via mais burros e pensava em outros burros.

fé nos burros, duas fotos

fé nos burros, duas fotos

bicycle

A bike that was on display at an exhibition in Barcelos.

the unborn

“Espírito do Mal” (The Unborn) classificado no gênero – via imdb – terror, mistério e suspense assustou-me tanto como a minha primeira inesperada ejaculação nocturna e
surpreendeu-me tanto como a minha queda quando desci de bicicleta a Rua do Bajão sem saber andar na dita cuja.
E já agora porque razão não me lembro de um acontecimento nocturno que foi um marco importante no meu desenvolvimento sexual?