Artigos

— Não podes negar a beleza selvagem da destruição.
— Está a defender esta catástrofe?
A Régia encolheu os ombros
— Se a vida funcionasse perfeitamente, como é que as coisas podiam evoluir? Não somos pós-humanos? As coisas crescem; as coisas morrem. A seu tempo, o cosmos matar-nos-á a todos. O cosmos não tem qualquer significado, e o seu vazio é absoluto. Isso é terror puro, mas também é liberdade pura. Apenas as nossas ambições e as nossas criações o podem preencher.
— E isso justifica as vossas acções?
— Nós agimos pela vida – disse a Régia. – As nossas ambições tornaram-se as leis naturais deste mundo.

página 447

Shismatrix – O Mundo Pós-Humano, Bruce Sterling // título original: Shismatrix Plus // tradutor: Luís Santos // capa: Marta Rodrigues // editor: Editorial Presença, Colecção Viajantes no Tempo, 1º edição (jul.2003) // isbn: 972-23-3044-6