Artigos

legião


O filme que até tem uma ideia interessante e um bom começo termina mal.
Acaba, na verdade, por ser um filme com nada de especial – filme ao estilo estou-rodeado-de-monstros-e-tenho-de-sobreviver-a-noite-mas-mesmo-assim-existe-pessoal-nervoso-que-sai-da-casa-ou-do-castelo-ou-de-qualquer-outra-fortaleza?-e-morrem-estupidamente-sem-surpresas-sem-sobressaltos.

Dentro do mesmo estilo, o filme “Palpitações” de 1990 permite maior diversão.

pandorum

Pandorum foi um filme que vi sem grande dificuldade. Apesar de não ser uma história original é de alguma forma um bem conseguido thriller psicológico. Claro que gosto de situações nas quais as pessoas estão presas em ambientes claustrofóbicos. Alien é o máximo exemplo disso.

Ben Foster, do excelente 3:10 to Yuma, no qual interpretou o pistoleiro Charlie Prince, tem uma actuação adequada.

g.i. joe – o ataque dos cobra

G.I. Joe – O Ataque dos Cobra (G.I. Joe: The Rise of Cobra) é um filme… (pausa)
… muita pausa
… mesmo muita
… é um filme baseado em brinquedos que nos dá no mesmo pacote 5 em 1: bond + transformers + darth vader + … okay é apenas um 3 em 1.

Vi o filme na passada terça-feira e divertiu-me o suficiente para deixar de pensar no “coiso” do lado direito. O que é muito bom.

ponto de mira

Thomas Barnes: Control is compromised.

Dennis Quaid as Thomas Barnes

Vantage Point, Ponto de Mira, é um filme que não originou discussões saudáveis à saída do cinema. Nem me lembro porquê.
Talvez por ser bom e como tal isso nem estava sujeito a discussão.
Ou foi sensaborão.
Ou havia outras coisas mais interessantes a discutir.
Ou…