Artigos

filho de deus de cormac mccarthy

Filho de Deus é a história de Lester Ballard, um solitário homem rural que foi afastado das suas terras. Psicologicamente desequilibrado, mas dotado de uma imaginação fértil, cruel e pervertida, deambula pelos montanhosos domínios do Tennessee.

Wook

Filho de Deus de Cormac McCarthy é uma obra espantosamente bela, delirante e perturbadora, mas bela.

Cormac McCarthy consegue magistralmente prender o leitor com uma escrita brilhante e violenta – fantástico.

Tradução de Paulo Faria

Louis achava que Deus, em toda a Sua infinita sabedoria, parecia muito mais generoso quando de tratava de prodigalizar a dor.
Samitério de Animais de Stephen King (pág. 250)
(…) Porque tenho outras coisas para fazer e, finalmente, porque não me parece que você me possa pagar a viagem — replicou Angie.
— Pagá-la-ia Deus, sem dúvida — disse o missionário.
— Oiça, parece-me que o seu Deus já tem demasiadas dívidas.
O Bosque dos Pigmeus por Isabel Allende (página 47)

o espaço no tempo

Neste capítulo da obra “Areias Brancas” de Geoff Dyer o autor falar da sua experiência em Quemado, Novo México na sua visita ao Lightning Field.

john cliett – © dia art foundation

Comprised of 400 polished stainless steel poles installed in a grid array one mile by one kilometer, “The Lightning Field” by sculptor Walter De Maria is recognized as one of the late-20th century’s most significant works of land art.

Walter De Maria created The Lightning Field in 1977. Open each year from May through October, this work includes 400 polished stainless steel poles measuring approximately 20 feet and 7 ½ inches in height that are spaced 220 feet apart. A sculpture to be walked in as well as viewed, The Lighting Field is intended to be experienced over an extended period of time.

CHEGAMOS A UM LUGAR que não parecia grande coisa: a cabana de um camponês e um moinho de vento, no meio de um vasto nenhures. O moinho devia estar em atividade, porque o vento espalhava-se pela planície. O céu não estava apenas limpo e azul. Era como se tivéssemos chegado a um futuro em que não havia atmosfera — não havia céua isolar a Terra do cosmos.
Areias Brancas de Geoff Dyer (página 71)
john cliett © dia art foundation
Mesmo sem o bónus dos relâmpagos a experiência de The Lightning Field transcende a sua reputação. Claro que deus não aparece. Há imenso espaço, mas, ainda que só como figura de estilo, não há espaço para deus. The Lightning Field oferece uma intensidade de experiência que durante muito tempo só pode ser articulada com — ou de maneira mais conveniente — a linguagem religiosa.
Areias Brancas de Geoff Dyer (páginas 81/82)

sou cristão por ter sido baptizado?

Ser cristão é acreditar em Cristo filho de Deus pai.

Não sou cristão apenas por ter sido baptizado ainda bebé. Só me faltava uma decisão unilateral rotular a minha crença para todo o sempre.

Foi a discussão com uma beata, não beata de cigarro – certo.

Tive de a informar de que o baptismo não torna per si uma criança parte do corpo de Cristo. Sim, ela já traz em si, segundo a definição de baptismo, o nome de Cristo, mas sendo o baptismo essencialmente relacionado ao indivíduo depende dele aceitar a responsabilidade de encontrar Deus. O baptismo torna apenas a pessoa apta a crer.

Explicação dada e não aceite.

Aborrece-me que Deus não nos permita viver um acontecimento tão importante quanto a morte senão uma única vez — e ainda por cima sem direito a ensaios.
Barroco Tropical por José Eduardo Agualusa (página 286)
Deus está morto, Marx e John Lennon também. Pela nossa parte, tínhamos fome, era um facto, e por esse motivo estávamos muito próximo de cometer um crime. Não que a fome tivesse que ver com isso. Eu próprio não compreendo, mas havia ali alguma coisa de existencial.
Os Assaltos à Padaria de Haruki Murakami (pág. 10)
De tal maneira que deixei de sonhar. Só os pesadelos me visitavam. Eu estava aleijado desse orgão que segrega as matérias do sonhar. Eu estava doente sem doenças. Sofria dessas maleitas que só Deus padece. Aconteceu assim: primeiro, me acabou o riso; depois, os sonhos; por fim, as palavras. É essa a ordem da tristeza, o modo como o desespero nos encerra num poço húmido.
A Varanda do Frangipani de Mia Couto (pág. 131)

heart transplants

God and heart transplants.
What if a Christian receives a heart transplant from a Muslim? Does God come with the heart? If yes, the Christian will have problems – that’s for sure.

de lado – 0036

Por favor não digam que sou bom porque, assim, terei os canibais de olhos postos em mim. Não digam, também, que sou mau para evitar as visitas de qualquer evangelista.
Digam que sou assim e assim.