Tag Archive for: escola

13 Jan
13.01.2020 A certa altura entra uma jovem, uma visitante. Desconhecendo o protesto, pensa estar diante de uma exposição, talvez até de uma proposta para uma nova escola pictórica. Detém-se perante todos os quadros, isto é, perante todos os panos pretos, afaste-se e aproxima-se para observar melhor, senta-se e toma diligentemente notas; esta nova pintura parece agradar-lhe e convencê-la.
Instantâneos de Claudio Magris (págs. 23/24)

Neste instantâneo intitulado de “Na galeria de Castelli” Claudio Magris acha piada ao engano(?) da visitante. Não vejo qualquer motivo para tal, porque nos dias que correm tanto é arte uma banana presa com fita adesiva, como panos pretos de diferentes tamanhos pendurados numa galeria de arte, ou até uma sanita parcialmente partida. Desde que um monte de areia decorada com uma pedra esteja dentro de uma galeria de arte é… arte. É a arte moderna no seu brilhante esplendor. A estupidez suprema.

e tenho 60 anos?!

13 Ago
13.08.2019

— Ligaram para o meu marido a dizer que o meu não estava inscrito em nenhuma escola! Mas eu tratei com um senhor que tem umas tatuagens e tem pra aí uns 60 anos.
— Eu aparento 60 anos? E eu que dava à senhora uns 30 anitos.

À noite a cirandar pela Feira de Artesanato sou chamado a atenção por uma menina com: “Jovem não quer vir provar uma ginga?”
— Não posso porque a minha mãe não deixa e hoje não é Domingo — respondi.
— E o pai não quer — foi dito por entre uma gargalhada pela jovem.

Isto, claro, que amenizou o acontecimento da manhã.

festas e comemorações

11 Mai
11.05.2018

Quando terminei a quarta classe a recompensa foi ter terminado a quarta classe.
Quando terminei o 6º ano (o ciclo) a recompensa foi um gelado Corneto.
Quando terminei… não houve nada.

Actualmente existe a festa de finalistas da pré-escola, do 1º ciclo, do 2º ciclo, do 3º ciclo, do secundário, viagens de finalistas, até do 2º ciclo. Já não chegavam, também, as festas de aniversário, de casamento, baptizado, comunhão, descobri, também, festas de divórcio. Para quando em Portugal as festas de funeral?

A vida é tão miserável que tenha que ser compensada com futilidades? As crianças, adolescentes, adultos, velhos precisam de comemorar qualquer feito por irrelevante que seja?

Estarei errado?

lol, camuflagem 10.0 – desvio

01 Nov
01.11.2016

Apesar de ter criado uma história. Não a publico. Fica apenas a imagem de um lol tirolês.

eu e ela

20 Jul
20.07.2014

O desenho da Margarida num dos livros que me ofereceu.

e…
o meu desenho de uma cebola na roupa que a Margarida utilizou na escola.

uma cebola

uma cebola

com rodinhas

07 Mai
07.05.2012

Durante o 1º ciclo e o 2º ciclo é permitido aos alunos usarem pastas escolares com rodinhas; está dentro da moda autorizada.

No decorrer do 3º ciclo e até terminarem o secundário o uso de pasta com rodinhas é podre e só um verdadeiro azeiteiro as usa. Vade retro Satana às rodinhas. As pastas são, agora, exibidas em costas curvadas sobre o peso de 20 quilos de material escolar – ufa.

Mas as rodinhas são pacientes! E sabem manter-se em estado latente, como alguns animais do deserto australiano que podem esperar durante anos pela chuva.

E eis que quando menos se espera começam novamente, pois claro, a pulular rodinhas que premiando a entrada dos alunos no ensino superior aparecem em malas de viagem.

boneco anjo!

03 Dez
03.12.2011

Um boneco-anjo para decorar o pinheiro de natal da pré-escola onde anda a mais pequena. Materiais verdes e amigos da bolsa como era pedido.

A ideia e a execução é da responsabilidade da madrinha. Até que está de parabéns.

poema

11 Fev
11.02.2011

Poema do lm para exibição na escola.

Se o poema é do lm o trabalho “gráfico” é uma vez mais da responsabilidade de uma pessoa que tem imenso gosto no que faz e que não se importa de ajudar quando a ajuda lhe é pedida – o meu obrigado.

como foi possível?

13 Out
13.10.2010

Como é que eu consegui crescer sem traumas sem um ovo Kinder oferecido pelo meu pai à saída da escola? Como consegui ultrapassar a puberdade sem o creme Clearasil? Como sobrevivi à entrada na vida adulta sem o Facebook, o Twitter, o Hi5, o Myspace? sem a rede 3G? sem o verbo “coisa” ou o verbo “tipo”?

Como foi possível? Ou vivo numa inocente ilusão e não tive uma doce e equilibrada infância, uma utópica adolescência, uma ultrapassagem tumultuosamente anárquica para os 18 anos?

Será por causa disso que sou obsessivamente metódico, que adoro banda desenhada, que mato sucessivamente nos meus contos personagens anónimas sem qualquer espécie de remorso? Será por esse engano do pensamento que planeio a médio/longo prazo? que optei por casar e não “me juntar”, que assumi ser duplamente pai? Será?

Tenho uma certeza. Continuo obcecado pela imagem daquele ovo Kinder exibido num spot publicitário. Vou refastelar-me emocionalmente com um ou dois por via das dúvidas.

blue lagoon

18 Set
18.09.2010

Hoje estava com o objectivo de ficar no Subhata-Bar até às tantas, mas fiquei apenas até às poucas.
A filha que entrou para a pré-escola não tinha hoje a energia habitual.
Noutra altura contrato a babysitter para tomar conta da miúda – e a música era do meu tempo… do meu tempo… hummm; isto é mau.

8e_0359

dilmah tea

Bebi ainda um apetitoso Blue Lagoon e a minha mais que tudo um chã Dilmah.

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!