Tag Archive for: ficção científica

os despojados de ursula k. le guin

12 Fev
12.02.2020

Em Anarres, um planeta conhecido pelas extensas áreas desérticas e habitado por uma comunidade proletária, vive Shevek, um físico brilhante que acaba de fazer uma descoberta científica que vai revolucionar a civilização interplanetária. No entanto, Shevek cedo se apercebe do ódio e desconfiança que isolam o seu povo do resto do universo, em especial, do planeta gémeo, Urras.
Em Urras, um planeta de recursos abundantes, impera um sistema capitalista que atrai Shevek, decidido a encontrar mais liberdade e tolerância. Mas a sua inocência começa a desaparecer perante a realidade amarga de estar a ser usado como peão num jogo político letal.
Que esperança e idealismo restam a Shevek, aprisionado entre dois mundos incapazes de ultrapassar as diferenças? E ao desafiar ambos os regimes políticos, conseguirá ele abrir caminho para os ventos da mudança?

Lido pela primeira vez com 17 anos (1985), numa edição das Publicações Europa-América, quando estava em França a passar umas longas férias, “Os Despojados, Uma Utopia Ambígua” de Ursula K. Le Guin foi um livro que me marcou.

edição pelas publicações europa-américa em dois volumes

Quando a Saída de Emergência decidiu reeditar esta obra magistral comprei-a, sem sobressaltos, assim que lhe coloquei os olhos em cima. Adiei foi o prazer da sua releitura até que, enfim, tive de pegar no livro.

Terminei-o hoje e continua a ser um livro cheio de vivacidade, com personagens marcantes – uma história intemporal.

Tradução de Fernanda Semedo

A revisão podia ser mais cuidada. O livro apresenta algumas gralhas desnecessárias.

O livro é composto por 13 capítulos identificados de Capítulo 1 ao Capítulo 13.
Na edição das Publicações Europa-América os 13 capítulos têm a seguinte denominação:

  1. ANARRES. URRAS
  2. ANARRES
  3. URRAS
  4. ANARRES
  5. URRAS
  6. ANARRES
  7. URRAS
  8. ANARRES
  9. URRAS
  10. ANARRES
  11. URRAS
  12. ANARRES
  13. URRAS. ANARRES

broken angels by richard morgan

25 Nov
25.11.2019

Depois deste fragmento a história começou a correr a 330km/h. As surpresas sucederam-se umas atrás das outras. Apesar disso esta nova aventura de Takeshi Kovacs, o segundo livro com esta personagem, depois de Carbono Alterado, não me agradou muito.

capa do livro “the road”

18 Nov
18.11.2019

Capa do livro “The Road” de Cormac McCarthy pelo artista Nick Lowndes.

Capa sublime.

y, o último homem: os porquês e os portantos #10

11 Nov
11.11.2019

Os Porquês e os Portantos apresenta o clímax que se tem vindo a  construir já há diversos episódios. Yorick, a Agente 355, Hero, Beth 1, Beth 2, Alter, a agente russa Natalya, a astronauta Ciba Weber e as crianças, encontram-se todos  em Paris. Conflitos, encontros e desencontros têm desfechos definitivos.
Os namorados reencontram-se, mas Beth não é mais a mesma mulher que Yorick namorava, e ele apercebe-se de que também não é mais o mesmo homem. É no reencontro com Beth que se pode perceber como o protagonista se foi transformando subtilmente ao longo da série.
Acontecem outros encontros definitivos em Os Porquês e os Portantos. Um deles com Alter, a soldado israelita. Se antes Vaughan havia mostrado com certa imparcialidade as razões das atitudes belicosas da personagem, é Yorick que revelará a estupidez e insignificância do objectivo final da militar. O embate final entre os dois mostra mais do tipo de homem em que Yorick se tornou e também que tipo de velhas ideologias esse homem deixou para trás.

Levoir

Com o volume #10 da série Y, O Último Homem chega-se ao final de uma das melhores séries de banda desenhada lidas nos últimos tempos.

Brian K. Vaughan e Pia Guerra criaram uma série de ficção científica pós-apocalíptica de extrema qualidade.

O final é o fim! Tinha de ser tão cruel? Apesar de tudo deixa saudades.

a colecção completa de y – o último homem

04 Nov
04.11.2019 In any agenda, political or otherwise, there is a cost to be borne. Always ask what it is, and who will be paying. If you don’t, then the agenda-makers will pick up the perfume of your silence like swamp panthers on the scent of blood, and the next thing you know, the person expected to bear the cost will be you. And you may not have what it takes to pay.
Broken Angels by Richard Morgan (página 89)

the consuming fire by john scalzi

28 Out
28.10.2019

The Interdependency―humanity’s interstellar empire―is on the verge of collapse. The extra-dimensional conduit that makes travel between the stars possible is disappearing, leaving entire systems and human civilizations stranded. Emperox Grayland II of the Interdependency is ready to take desperate measures to help ensure the survival of billions. But arrayed before her are those who believe the collapse of the Flow is a myth―or at the very least an opportunity to an ascension to power. While Grayland prepares for disaster, others are prepare for a civil war. A war that will take place in the halls of power, the markets of business and the altars of worship as much as it will between spaceships and battlefields. The Emperox and her allies are smart and resourceful, as are her enemies. Nothing about this will be easy… and all of humanity will be caught in its consuming fire.

Amazon

WOW. Este segundo volume eleva a fasquia a 110%. Nada é o que parece. Aguardo com ansiedade a conclusão da trilogia – 2020.

paper girls #2 de brian k. vaughan e cliff chiang

16 Out
16.10.2019

A qualidade deste série de mistério e ficção científica continua a bombar com grande estilo. O argumento de by Brian K. Vaughan e os desenhos de Cliff Chiang combinam-se numa deliciosa explosão de sabores.

A Devir continua de parabéns.

the collapsing empire by john scalzi

13 Mai
13.05.2019

Salvo erro é a primeira história de John Scalzi que deixa tudo em aberto – termina num cliffhanger.

O universo criado por John Scalzi é bastante convincente. As personagens principais estão bem delineadas e algumas delas, principalmente
Kiva Lagos que tem uma adorável profanidade, oferecem momentos de bom humor.

Apesar de The Collapsing Empire seguir a tradição das space-opera o estilo de John Scalzi faz toda a diferença. Os diálogos, as tramas, as voltas e reviravoltas marcam o tom.

Se alguns desenlaces são previsíveis, outros aparecem-nos assim de rompante e pumba levamos com uma surpresa na cabeça.

John Scalzi não é aborrecido e continua a criar interessantes enredos.

storm por don lawrence

27 Mar
27.03.2019

Storm é uma banda desenhada supra sumarenta. Quando li, ainda muito jovem o primeiro álbum, “Storm – O Mundo das Profundezas“, edição Amigos do Livro, deveria ter uns 15 anitos, fiquei siderado, abismado, babado.

Mais tarde, em 2011, reencontrei-me com o álbum.

Hoje estou decidido a comprar, lentamente, a edição integral em espanhol[1]/inglês que está bastante em conta.

A colecção é composta pelos seguintes álbuns:

  1. O Mundo das Profundezas | The Deep World – (De Diepe Wereld) (1978)
  2. The Last Fighter – (De Laatste Vechter) (1979)
  3. The People of the Desert – (Het Volk van de Woestijn) (1979)
  4. The Green Hell – (De Groene Hel) (1980)
  5. The Battle for Earth – (De Strijd om de Aarde) (1980)
  6. The Secret of the Nitron Rays – (Het Geheim van de Nitronstralen) (1981)
  7. The Legend of Yggdrasil – (De Legende van Yggdrasil) (1981)
  8. City of the Damned – (Stad der Verdoemden) (1982)
  9. The Creeping Death – (De Sluimerende Dood) (1982)

[1] acho que em espanhol apenas foram editados os 4 primeiros álbuns

um estranho numa terra estranha por robert a. heinlein

25 Mar
25.03.2019

Lido em 1986 e fiquei mais do apaixonado pelo livro. Foi um marco nas minhas leituras de ficção científica.

Relida desta feita a versão integral e as sensações, confusões, indagações, crepitações, lacerações e outras tantas aliterações causadas resultaram numa leitura fantástica.


Tradução de Jorge Candeias

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!