Tag Archive for: gordo

contrastes

08 Ago
08.08.2019

Ontem vi um homem gordo. Realmente gordo. Orgulhosamente gordo. Esse gordo passeava-se com um cão esquálido preso a uma elegante correia. O contraste era tanto surrealista como anedótico. Imaginem um gigante Stay Puft de braço dado com uma ressequida girafa Geoffrey vítima da falência da Toys”R”Us.

de lado – 0038

23 Mai
23.05.2017

Não acredito que existência de gordura saturada seja uma teoria da conspiração.
Acredito que os peixes aproveitam a chuva para tomar banho.

chocolate

10 Out
10.10.2012

— Comeste chocolate?
— Como sabes?
— O teu hálito cheira a chocolate.
— Ah! Sim comi.
— Nem foste capaz de negar.
— Queres que seja mentiroso? Tu é que compras o chocolate. Tentas-me.
— Sim, sou eu que compro o chocolate, mas eu sou magra. E além do mais estava escondido.
— Escondido? Que grande esconderijo, à frente das bolachas. Conclusão, sou gordo e guloso. E o facto de seres magra dá-te direito a comeres só tu o chocolate? E toda esta revolta por causa de 100 gramas de chocolate. Insultas-me.
— Insultos? Não és gordo?
— Claro que não sou gordo, tenho é excesso de peso.
— Pois é isso mesmo… e não foste guloso em comer todoooo o chocolate?
— Claro que não, fui oportunista. A oportunidade faz o comilão.
— Tens razão não és gordo nem guloso… és um chato do caraças. Xiça.
— Não digo que não. Quando vais comprar e esconder mais chocolate?
— Apaga a luz e dorme.

O exemplo possível de uma conversa com uma pessoa que não saiba partilhar chocolate.

pai gordo, careca, bola de pêlo

12 Jul
12.07.2012

O titulo do artigo não tem nada a ver com o seu conteúdo, mas como são as três novas formas, carinhosas, com que a minha filha me identifica, registo isso para me recordar mais tarde.

Actualmente a pilha de livros continua mais alta do que nunca, e com livros acima das quinhentas páginas.

Hoje iniciei a leitura do quinto livro da saga, de George R. R. Martin, “As Crónicas de Gelo e Fogo”, “A Dance with Dragons“(“A Dança dos Dragões”) e nele já temos as personagens Tyrion Lannister e Daenerys Targaryen.

rosto gordo

27 Fev
27.02.2012

Bem tento que a minha filha siga algumas regras a desenhar. Para me aborrecer oferece-me isto dizendo “a tua cara pai!”

aventura culinária

08 Jan
08.01.2010

Convidar alguém para jantar e ser obrigado a fazê-lo como desafio às minhas capacidades culinárias não estava dentro do meu arrojado plano; descascar batatas durante 45 minutos, muito menos. Penso, contudo, que o resultado final foi positivo.
Claro que aguardei os 30 minutos de praxe e ninguém foi vitima de intoxicação alimentar.

A deslocação já menos massiva de Sir Paxo, o que abala infelizmente a perspectiva volumétrica da minha filha sobre o que é na verdade alguém ser… forte/gordo, permitiu-me usufruir de uma boa companhia; sem negar as suas qualidades de bom falador e bom ouvinte, estou, muito naturalmente a referir-me à boa companhia de uma cerveja com que ele presenteou a mesa.

A recordar o 3D penso no primeiro filme que vi no cinema, Beowulf, e no último, Avatar, e a diferença é BRUTAL. Eu até ia novamente…

Outra satisfação que tive no jantar, que serviu também este propósito, foi dar mais um livro a quem não gosta de ler.

quem é?

14 Out
14.10.2009

Ultimamente à eterna pergunta “Quem é gordo?” a minha filhota tem respondido “És tu!” O motivo é simples, não existindo na sua rede social termo corporal de comparação o meu perímetro abdominal combinado com 1,81m de altura é para os seus neurónios em franco desenvolvimento a resposta. Quando ela privava com outra pessoa volumetricamente composta eu seria incontestavelmente o forte. Agora que essa pessoa atingiu o patamar mitológico – sabemos que existiu, não sabemos se existe – eu sou anatematizado por 1m de altura, 15 quilos de peso.

A solução extrema teve o seu inicio no dia 8 de Outubro de 2009. É uma data dolorosa para mim. Iniciei seriamente uma demonstração impiedosa de expulsão temporária de activos. Esta expulsão teve, contudo, uma pausa ontem. No dia da minha dádiva trimestral de sangue tive de ingerir duas bolachas açucaradas e um sumo de pêssego doce, mas foi por uma doce boa causa.

forte vs gordo

17 Abr
17.04.2009

A caminho de casa e ao passar junto a camiões carregados com carrosséis para as próximas Festas das Cruzes a minha mulher diz à nossa filha:
– Já viste Margarida os camiões com os carrosséis para depois tu brincares?
– Mas eu tenho medo. E sem demora diz em tom trocista: – Não tenho não. Pai, tu podes ir comigo, não podes?
– Claro que posso ir Margarida.
– Mas tu és gordo. Olho para ela com uma cara de estupefacção e ela returca:
– Poooisss tu és forteeee. Gordo é o Sérgio Go’dinho.

Claro que dei boas e valentes gargalhadas.

santa hipocrisia & inveja virtuosa

17 Dez
17.12.2008

Todos nós somos e devemos ser saudavelmente hipócritas.
Quantas vezes dizemos, “Que bebé tão lindo, fofinho.”, quando pensamos, “Puxa, mas o que é isto?”
Quantas vezes dizemos, “Não. O cabelo assim até te fica bem.”, quando pensamos, “Só esta tipa para me alegrar o dia.”

Quantas vezes dizemos, “Olha que estás mais magra”, quando pensamos, “Gorda Balofa.”. Eu, nesta parte, sou sempre sincero. São todos gordos e sinto-me perfeitamente seguro para o declarar.
Escrevi, “saudavelmente hipócritas” porque é uma questão de saúde dar a resposta adequada e esperada. É a nossa saúde que está em causa, quando somos colocadas perante aquelas perguntas de merda, porque não quero ser constantemente agredido. Mas, são situações corriqueiras. É a saudável hipocrisia.

Grave é aquela hipocrisia filha-da-puta. Aquela hipocrisia com o objectivo de prejudicar o próximo. Seriamente maldizente. Felizmente não ligo muito ao que me dizem dos outros e muito menos ao que me dizem que os outros disseram de mim. Nem funciono como boomerang. Enfim, trazer e levar recados. Infelizmente digo o que tenho a dizer de qualquer pessoa directamente; o que acarreta situações embaraçosas para elas, porque geralmente não sou contraditado. É uma merda ter alguma razão. Há contudo pessoas que sofrem com a hipocrisia maldosa. Ficam pensativas, depois perturbadas com o que lhe dizem que disseram delas ou pior transmitem a outras pessoas o que os outros disseram dos outros e delas. Humm. Complicado. As relações humanas são difíceisssssssssssss

O que adoro é a inveja. Entusiasma-me que tenham cobiça de mim. E se essas pessoas forem virtualmente religiosas e potencialmente cristãs fico então mais que arrebatado. Não é por ter um pouco de diabo em mim(?), mas sim pelo facto de ser conclusivo que a ida às missas não limpa as mentes de ideias nada cristãs.

10. Não cobiçarás a mulher do teu próximo e não cobiçarás a casa do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem nada do que lhe pertence.

Fico triste (lol) porque, talvez, esteja com os meus momentos de felicidade, de bem estar, a contribuir para que alguém não atinja “um dos maiores objectivos” na vida de um católico, “a pureza de coração“. Só ficaria triste, mesmo desolado, se alguém tivesses inveja do meu corpo, digamos que, voluptuoso. Voluptuoso segundo a visão de Rubens. Porque o meu corpo é apenas para o meu deleite ou para o regalo de alguém a um preço justo e devidamente adequado ao valor de referência do mercado. Claro que a minha mulher tem um desconto de 100%. Não sou doido.

e tudo o vento levou…

28 Out
28.10.2008

Ela não está gorda. Também, não está magra. Bem, quanto ao costume, está mais ou menos.

Palavras sábias ouvidas por ali e por acolá.

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!