Artigos

príncipe dos espinhos de mark lawrence

Ao longo de quatro anos, Jorg cresce no seio de batalhas sangrentas, amadurece em guerras impiedosas, torna-se um guerreiro cruel e vai ganhando o respeito dos seus irmãos até que se torna o seu líder. Agora, um reencontro vai levá-lo de volta ao castelo onde cresceu e ao pai que abandonou. O que vai encontrar não é o mesmo sítio idílico de que se lembra, mas o príncipe que agora retorna também não é mais a inocente criança de outrora, é o Príncipe dos Espinhos.
Com apenas 9 anos, numa emboscada planeada pelo inimigo para erradicar a descendência real, o príncipe Jorg Ancrath é atirado para dentro de um espinheiro, onde fica preso, com espinhos cravados na sua carne, a ver, impotente, a mãe e o irmão mais novo a serem brutalmente assassinados.
De alma destruída, sedento de sangue e de vingança, Jorg foge da sua vida luxuosa e junta-se a um bando de criminosos e mercenários, a quem passa a chamar de irmãos. Na sua mente há apenas um pensamento, matar o Conde de Renar, o responsável pelas mortes da mãe e do irmão, pelas suas cicatrizes e pela sua alma vazia.

Topseller

Depois de um planeta terra devastado por uma, aparente guerra nuclear, as pistas estão lá, surge milénios depois um mundo de fantasia dilacerado pela guerra. E é neste novo mundo medievo que a personagem Jorg Ancrath percorre o seu caminho de vingança.

Temos uma história bem cadenciada, violenta, até mais violenta do que a A Lâmina, na qual a crueldade é o prato do dia.

A personagem Jorg é amoral, e está bem acompanhado pelos seus “irmãos”, e apesar de ser cruel, maldita desejamos que vença. O mal tem de compensar… às vezes.

Gostei. Foi mais do que catita.

Tradução de Renato Carreira

a praia de manhattan de jennifer egan

Os anos 1940. Anos de guerra e de esforço de guerra nos estaleiros navais de Brooklyn. No mesmo espaço geográfico, os sindicatos e as lutas pela supremacia das várias máfias: italiana, irlandesa, outras. Anna Kerrigan é a figura central do romance. Trabalha nos estaleiros (como centenas de outras raparigas) e deseja ardentemente ser a primeira mulher mergulhadora. Isto num tempo em que a vida das mulheres era ainda muito circunscrita. Mas Anna quer sobretudo saber o que aconteceu ao pai, que desaparecera anos antes, sem deixar rasto.

Edições Asa

Brilhante. Adorei. Tem tudo o que adoro num livro e ainda por cima tem o mar, também, como personagem.

eva de arturo pérez-reverte

Em 1937, enquanto a Guerra Civil segue o seu trágico caminho, uma nova missão leva Lorenzo Falcó até Tânger, turbulenta encruzilhada de espiões, tráficos ilícitos e conspirações internacionais. O seu objetivo? Conseguir que o capitão de um navio carregado com ouro do Banco de Espanha mude de bandeira.

Bertrand

O segundo livro com a personagem Lorenzo Falcó não deixa a acção, a violência, a sedução em quarentena.

Adorei. Arturo Pérez-Reverte continua a não desapontar.

sonoridade

A minha companheira de cama informou-me que passei a noite toda a sonhar e a peidar-me. Tive o prazer de a esclarecer que sonhei que era um soldado numa guerra e o que ela pensou ser traques eram tiros – pum! pum! pum! Os meus sonhos têm efeitos sonoros muito especiais.

blueberry #28 – dust de charlier e giraud

Durante o tiroteio em OK Corral, Blueberry salva Dorée Malone do assassino Johnny Ringo. Este consegue escapar, mas é morto mais tarde por Blueberry. Entretanto, a história contada por este a Campbell é revelada; preso no Forte Mescalero com Gerónimo e o seus homens, Blueberry é libertado e visita, com a professora Caroline Younger, um orfanato onde ele sabe existirem crianças índias retidas. Uma delas, a quem chama “Dust”, vem a ser Natché, filho de Gerónimo. Blueberry ajuda este último a fugir com o filho e os seus camaradas e, durante a fuga, o reverendo Younger, director do orfanato, atinge a filha por acidente. Antes de morrer, Caroline acusa Gerónimo, dando assim cobertura a seu pai e a Blueberry, que seis meses depois é enviado para o Forte Navajo.

Bandas Desenhadas

Neste quinto álbum do ciclo Mister Blueberry assiste-se de forma perfeita ao culminar do enredo que se foi desfiando desde Mister BlueBerry.

Continuam os flashbacks.

Os desenhos e o argumento continuam a cargo de Giraud.

Tradução de Paula Caetano

blueberry #27 – ok corral de charlier e giraud

Clum surpreende Strawfield, Johnny Ringo e três novos assassinos contratados pelo banqueiro a falar de uma emboscada em OK Corral. Ferido, consegue ainda assim fugir até Tombstone e avisar Dorée Malone. É, porém, morto por Ringo, que também rapta Dorée. Este desaparecimento faz Blueberry levantar-se da cama para investigar, acompanhado por Billy e Gertrud, uma jovem prostituta por quem este último se apaixonou. Durante as suas investigações, Blueberry descobre os planos de Strawfield. O álbum termina na mesma altura do início, quando o célebre tiroteio está prestes a iniciar-se em OK Corral, enquanto Blueberry encontra o rasto da cantora e Billy é derrubado por um pretenso marshall, que se posiciona para os acontecimentos que se seguirão.

Bandas Desenhadas

Neste quarto álbum do ciclo Mister Blueberry continuam a desenvolver-se de forma trepidante os acontecimentos que terão a sua apoteose em “Dust“.

Continuam os flashbacks.

Os desenhos e o argumento continuam a cargo de Giraud.

Tradução de Paula Caetano

blueberry #26 – gerónimo, o apache de charlier e giraud

Clum, proprietário do Tombstone Epitaph, é raptado pelos homens de Gerónimo. Este pede-lhe para negociar a sua rendição junto do exército e nega estar por detrás do ataque ao carregamento de prata, que ele sabe ser obra dos Clanton. Por outro lado, Blueberry, ainda convalescente, continua a relatar a Campbell a sua história: derrotado por Gerónimo num combate peculiar, é porém poupado por este, depois de uma visão o ter convencido a deixar viver o cara-pálida. Entretanto, os homens do capitão Noonan capturam alguns dos Apaches, entre os quais o próprio Gerónimo. À noite, chegado ao Forte Mescalero, Blueberry luta com o sargento que acabou com os feridos e agride mesmo o capitão Noonan. É detido e colocado junto dos prisioneiros índios.

Bandas Desenhadas

Neste terceiro álbum do ciclo Mister Blueberry continuam os flashbacks e a história está mais e mais empolgante. Os desenhos e o argumento continuam a cargo de Giraud

Tradução de Paula Caetano

blueberry #25 – sombras sobre tombstone de charlier e giraud

“Jogador profissional abatido pelas costas”, anuncia a edição especial do Tombstone Epitaph. Nada de extraordinário, não fosse o jogador chamar-se Blueberry, uma verdadeira celebridade, segundo Campbell, jornalista em Boston. Mas mesmo com três balas no corpo, Blueberry não morre! Mal abre um olho, Campbell precipita-se para a sua cabeceira a fim de resgatar as memórias do herói. A coisa começa mal, porém: o seu primeiro feito consiste em apanhar uma bebedeira, acabando a chafurdar numa pocilga com os porcos… Entretanto, Strawfield celebra, com grande aparato, a partida para Tucson do seu carregamento de prata, que os Clanton planeiam atacar, disfarçados de Apaches. E é com a sombra de Gerónimo a pairar sobre as colinas que o ataque se consuma…

Bandas Desenhadas

É o segundo álbum do ciclo Mister Blueberry, no qual Giraud continua a série; assegura o desenho e também o argumento.

Os desenhos continuam deslumbrantes. A história caminha para uma violenta apoteose – cheia de flashbacks.

Tradução de Paula Caetano

blueberry #24 – mister blueberry de charlier e giraud

Tombstone, 1881. Chegado há uma semana no hotel Dunhill, um misterioso jogador incendeia todas as noites as mesas de póquer e todos os homens abastados da região se acotovelam para o defrontar. Mas esta figura enigmática acaba por suscitar o interesse de muitas outras pessoas, por razões variadas que vão muito para além do mero póquer. Blueberry – pois não é ele senão a intrigante personagem – ganhou alguns cabelos brancos e a sua vida resume-se agora a estas partidas de cartas, que se sucedem umas atrás das outras. Ele que já não quer senão calma e tranquilidade, acaba por se ver colocado no centro das atenções, com a sua mesa de póquer a transformar-se num redemoinho que pode acabar por o engolir…

Bandas Desenhadas

É o primeiro álbum, de 1995, do ciclo Mister Blueberry, no qual Giraud continua a série após o falecimento de Charlier, passando, também a assumir o argumento, apesar de em 2007 ter sido editado o álbum Apaches, que cronologicamente decorre antes de Mister Bluberry.[1]


[1] Tem como ponto de partida flashbacks contidos nos volumes 24 a 28, para formar uma única história linear, e contem, igualmente, algumas novas pranchas. Essas pranchas serão as últimas produzidas por Jean Giraud para a série Blueberry.

Tradução de Paula Caetano

blueberry #05 – a pista dos navajos de charlier e giraud

Blueberry, com a ajuda de MacClure e Crowe, tentar convencer os chefes apaches a porem fim à guerra contra os brancos. Em atenção a Crowe, que em tempos o havia salvado, Cochise aceita encontrar-se com Blueberry. Mas Quanah, entretanto chegado ao acampamento índio e disposto a impedir esse encontro a qualquer preço, anuncia que as armas prometidas pelo governador Armendariz seriam entregues dentro de seis dias. Trata-se nada mais nada menos do que 200 espingardas modernas, que seguramente colocariam os índios em vantagem face aos caras-pálidas. A notícia acaba por chegar ao conhecimento de Blueberry e de MacClure, que decidem impedir a entrega das ramas e defrontar Quanah numa derradeira batalha…

Bandas Desenhadas

A conclusão da história iniciada em Forte Navajo. É o quinto e último álbum do primeiro ciclo da série, denominado Ciclo das Primeiras Guerras Índias.

Tradução de Paula Caetano