Artigos

que dizer do greed?

Não tenho falado de WOW, mas tenho-o jogado. A pausa foi mesmo isso, uma pausa.

Na última semana dediquei-me ao WOW mais do que o habitual. Afinal as férias servem para alguma coisa. Enfim, uma semana soube a pouco, mas para o final de Agosto haverá mais. Até sonhei raidar Ulduar com a guild, mas sem efeito. As férias de verão são más para o vício. Mas nada ficou perdido. E, como tal, andei a farmar heróicas, nomeadamente The Culling of Stratholme. Fui duas vezes a CoT. Da primeira para as Reins of the Bronze Drake rolei 83 e outro party member 83. O loot foi para ele. Ticket para o gm e foi-me explicado que apesar de ser visualizado até 3 dígitos o sistema, sempre o sistema, rola em casas decimais. Assim o meu roll poderá ter sido de 83,1234578 e o outro de 83,4378123. Gostei da explicação e ficou o assunto resolvido e esquecido até ontem quando perante o mesmo loot um party member rolou 3, outro rolou 23 e eu apontei o rato ao botão greed. O meu filho que assistiu a esta dose de estupidez ficou mais traumatizado do que quando descobriu que entre os canais da Clix TV existia o canal do benfica.

Ao menos, para compensar, em Vault of Archavon [VoA 25] ganhei, certamente, porque era o único hunter as Conqueror’s Scourgestalker Handguards.

teve de ser

Ontem fui com a minha guild e fizemos Kara em menos de 2 horas. Liguei-me pelas 21.45 e não fomos logo para Kara. E eram 24.30 quando já estava no quinto summon ao The Headless Horseman. A Maiden caiu em 36s. O Curator não fez um único invocation. Wipes zero. Houve uma morte porque alguém decidiu arrepiar caminho pelo ar.

A verdade é que fiquei com badges suficientes para ficar tentado a comprar o Crossbow of Relentless Strikes e arrumar o Sunfury Bow of the Phoenix.

Seguindo o conselho económico do meu cunhado comprava gemas e vendia-as para gold.

Seguindo o conselho “kool” da minha pessoa comprava o Crossbow of Relentless Strikes.

O que fazer? Naturalmente apostar no kool.

uma pug em karazhan

O que me tem cansado no jogo é a impossibilidade de fazer coisas com a guild. E para evoluir qualquer char em pve é necessário uma guild.
Foi com algum temor, mas com bastante agrado que fui convidado a fazer Karazhan em modo pug, mas devo dizer que aquilo não era uma pug.
Não houve wipes em qualquer dos bosses
.Attumen the Huntsman,
.Moroes
.Maiden of Virtue
.Opera Event, Romulo & Julianne
.The Curator
Saí depois deste último por razões óbvias. Dormir + descansar = acordar + trabalhar.
E se a raid correu 6 estrelas os drops foram para este hunter. Quando os items eram meus os rolls demonstravam isso.

roll

Assim equipei-me com Stalker’s War Bands e Garona’s Signet Ring. Ah, mais 9 Badge of Justice.

ou…

Ando a pensar desde à algum tempo em desistir do WoW. Adoro o jogo, mas gostava de levar o meu hunter mais longe. O problema não é da guild em que estou. O problema é mais do servidor. Ou é verdadeiramente um problema meu. Porque mesmo a tarefa de ter o netherwing já me cansa. Nem me lembro de fazer as diárias para subir a rep. Passam-se mais de 8 dias e de diárias nada.

Deve ser mesmo um problema meu. Esta pouca vontade de fazer o que quer que seja. Apesar de ontem ter jogado mais de 3 horas para ter o Tabulk. Sou um orc muito complicado. Sem esquecer que com o meu hunter não posso acompanhar o meu amigo paxo e pensar em jogar com o padreco seria fodido.

Por isto tudo ou deixo de jogar; ou pego num neco novo noutro server, como o Grim Batol, Tarren Mill; ou crio objectivos mais humildes; ou tento vomitar pvp; ou jogo mais com o padre; ou….

bons tempos

Por isso é que são bons tempos

O problema dos bons tempos é que já o foram e não voltam mais. Por isso é que são bons tempos. Se ainda estivéssemos nesses tempos não poderíamos falar em bons tempos porque ainda não sabíamos que eram bons tempos. Faltavam outros tempos para comparação.
O screenshot que anexo, a este post foi enviado pelo silencioso Paxo, é dos bons tempos do wow. Nesse dia andávamos a fazer as quests para a chave de Onyxia acompanhados por um low level. Os tempos agora são bons também. Apenas recordo com saudades as noitadas do wow com 3 colegas. Eram os tempos em que uma guild portuguesa tinha pernas para andar.

Eram outros tempos.

o que queremos?

A maioria da guilds portuguesas andam sempre numa fase de transição. Perdem jogadores para guilds mais hardcore. Perdem jogadores por motivos mesquinhos. Na C A R T E L somos um grupo de amigos que vê o wow como um jogo e não como um trabalho.

Não temos nada planeado. E temos tudo planeado.

O que queremos actualmente? Jogar o jogo e diverti-nos a fazê-lo. Acho que não é pedir muito.

Viemos para o Trollbane para raidar. Lamentavelmente a guild que nos levou a migrar acabou. A que surgiu das cinzas, e por muito que me custe admitir, não vai a algum lado. Os motivos são sempre os mesmos. Falta de respeito e de disciplina.

Não sei e na parte que me toca se vou entrar de cabeça e arrancar com uma guild ou procurar outra que prima pela excelência. Ou retomar noutro lado? Decisões. Decisões.

Independentemente disso aqui está o blog, fórum e o phpraider ainda em tosco, mas a funcionar..

o novo patch

O novo patch irá ser simpático para os hunters?

* Arcane Shot: Ranks 1-5 will once again deal bonus damage based on attack power.
* Aspect of the Viper effect increased.
* Freezing Trap is no longer limited to one target at a time.
* Pet leveling speed has been increased.

Escrevo isto sobre os hunters e não sobre os priests porque o hunter foi desde sempre a minha classe de eleição. Acabei por nunca “levelar” um até 60/70 porque a guild precisava sempre de outra classe. Ou foi um paladin. Ou um shaman. Ou um mage. Ou um priest. Os resultados nunca foram os mais satisfatórios para mim. As guilds, pelo menos a sua maior parte, são muito voláteis.

Tendo em conta que o meu amigo paxo iniciou um hunter vou provavelmente ser desta vez mais egoísta e “levelar” o meu hunter até 70. Afinal sou eu que pago o jogo e tenho o direito de o jogar como quero.

lindoo

netherspite

Ontem fui a Karazhan com a minha nova guild.
Devo dizer que foi uma run espectacular.
Bons loots.
Boa camaradagem.
Bom ambiente no ventrilo.

Já não divertia assim no wow à muito tempo, mesmo muito tempo.

No Netherspite lembro-me deste drop:
Shining Chain of the Afterworld

terestian illhoof

nightbane

Lembro-me deste drop: Nightstaff of the Everliving

Ganhei 6 Badge of Justice. Muito bom.

hummm

Quando “levelei” o priest foi com um certo objectivo.
Objectivo inexistente actualmente.
Assim, tenho 2 opções:

  • Continuo a jogar noutra guild.
  • Apago o char.

Nada como uma purga para começar sem distracções com a minha classe de eleição.

shadow labyrinth

Após 2 meses de ter o meu neco sem objectivos, porque acabamos por ir na corrente, decide abraçar um convite e mudei de guild.

murmur

Chegou a altura de progredir com o meu holy priest de forma sustentada. E apesar da rep para heroic mode ter “descido” com o patch 2.3 foi a pensar em farmar rep com Lower City que entrei em SL.

A party inicialmente composta por 1 priest, 1 warlock, 1 mage, 1 druid e 1 warrior (o warrior foi compulsivamente substituído por um rogue) e depois por um amigo rogue (se podemos pensar que os rogues possam ser nossos amigos) atingiu sem maiores sobressaltos o Murmur.

Foi divertido.

Nada comparado com a altura em que se fazia Molten Core (yep sou um cota no wow) com 40 necos.