Artigos

já existem suficientes comentadores sociais de reduzida categoria cerebral. por que haveria eu de acrescentar a minha rosnadela de alta categoria? todos nós apanhámos as velhotas a dizer: «ah, acho HORRÍVEL aquilo que os jovens fazem a si mesmos, aquela droga toda e tal! parece-me terrível!» e depois olhamos para a velha: sem olhos, sem dentes, sem cérebro, sem alma, sem rabo, sem boca, sem cor, sem mutação, sem humor, nada, um mero pau, e perguntamo-nos o que terão feito por ELA o chá e os biscoitos e a igreja e a casa de esquina. e por vezes os velhos tornam-se muito violentos em relação ao que alguns jovens andam a fazer — «porra, trabalhei que nem um MOURO a minha vida toda!» (julgam eles que isso é uma virtude, embora só prove que um tipo é completamente idiota.) «estes tipos querem tudo em troca de NADA! andam por aí a destruir o corpo na droga, a contar viver uma vida à grande e à francesa!»
Histórias de Loucura Normal de Charles Bukowski (página 342)

sucesso de martin amis

É um livro de mentirosos. De mentiras. De enganos. Desenganos. Os dois narradores Terry e Gregory mentem com quantos dentes têm e sem dentes. Enganam-se a si próprios e ao leitor. O leitor é o recipiente último das loucuras, divagações, preocupações dos dois narradores.

a narração de Terry:

— Olá — disse eu. — Como te sentes? Como foi o teu dia?
— Qual dia? — perguntou ele.
— A coisa está má, hein?
— Absolutamente um horror. A manhã de hoje parece tão longe como a infância. Sinto-me tão fraco que não posso fazer nada para passar o tempo. E assim o tempo não passa.
Perante o belo incentivo deste queixume agradavelmente ensaiado, quase deixei cair o meu saco do álcool quando o Gregory disse a seguir, num tom interrogativo:
— Terry, fica cá em cima esta noite e anima-me. Vá lá. Nem sei dizer como estou deprimido. Por exemplo, conta-me o teu dia. Como foi? Anda, serve-te de um copo e senta-te (…)

página 134

e a de Gregory:

— Greg, estas acordado? — chama ele.
— Acho que sim respondo.
— Olá. Como estás? Como to sentes?
— Sobe?
Comovente, isto. A minha doença parece ter tornado fácil ao Terry expressar a sua total preocupação comigo. Todas as outras coisas que empecilham as nossas relações, toda a inveja, espanto e culto do herói passaram para segundo plano por uns tempos.
(…)
E arrancou… para uma história miserável sobre um ou outro daqueles cretinos, labregos e pseudogente que trabalham no mesmo chiqueiro tenebroso que ele.

página 139

No meio de esperanças, narração de sonhos perdidos, conquistas não conseguidas o leitor vai descobrindo duas personagens que se odeiam mutuamente, mas que perfidamente precisam uma da outra para se odiarem – o ódio é o que as une; ódio a si, aos outros.

O humor, o sarcasmo, a ironia são as notas constantes – uma maravilha este “Sucesso” de Martin Amis.

Tradução de Telma Costa

george carlin 1.0

What kind of empty people need to validate themselves through the achievements of their children?

George Carlin

Uma pergunta feita George Carlin num dos seus números de stand-up comedy.

toilet humour

Bom humor para tornar o dia mais relaxante!

a tentação de pennywise

Nada como o humor para combater certos exageros.

avenue 5

Não sei porque gosto da série Avenue 5, mas a verdade é que acho o humor seco no ponto.

Hugh Laurie está excelente como Capitão Ryan Clark, bem como as restantes personagens que o orbitam.

Hilariante sátira social!

the new pope

Série brilhante de Paolo Sorrentino, e ainda por cima com o magistral John Malkovich como Sir John Brannox/Papa João Paulo III, que revela sem pudor a corrupção da igreja e com humor quanta basta. Tristemente Jude Law, apenas, tem uma presença ligeira.

⭐⭐⭐⭐⭐⭐/10

coração negro de naomi novik

Agnieszka adora a sua pacata aldeia no vale, as florestas e o rio cintilante. Mas o maléfico Bosque permanece na fronteira e a sua sombra ameaçadora paira sobre a vida da jovem.
O povo depende do feiticeiro conhecido apenas por Dragão para manter os poderes de Bosque afastados. Mas o Dragão exige um terrível preço pela sua ajuda: uma jovem deve servi-lo durante dez anos, um destino quase tão terrível como perecer a Bosque.
A próxima escolha aproxima-se e Agnieszka tem medo. Todos sabem que o Dragão irá levar a bela, graciosa e corajosa Kasia, tudo aquilo que Agnieszka não é, e a sua melhor amiga no mundo. E não há forma de a salvar. Mas Agnieszka teme as coisas erradas. Porque quando o Dragão chega, a sua escolha surpreende todos..

Saída de Emergência

O livro Coração Negro de Naomi Novik ganhou o prémio Nebula para a melhor romance (2016) e o prémio Locus para o melhor romance de fantasia (2016).

É uma história muito boa, com pormenores horríveis (deliciosos), pintalgado de romance e de humor. A magia está cheia de efeitos sonoros e tão fulgurantes – a palavra escrita é poderosa, mas mais o é a palavra falada/cantada.

A narração de magia são dos melhores momentos do livro. As personagens são, igualmente, memoráveis. Tudo é um primor.

Tradução de Sérgio Gonçalves

deadpool mata deapool

E termina em grande a saga iniciada com “Deadpool Mata o Universo Marvel”. Bunn e Espín oferecem uma brilhante salgalhada de violência e humor quanto baste. Fantástico.

nadar

No site xkcd é garantido encontrar cenas sempre maradas.