Tag Archive for: joe abercrombie

best served cold by joe abercrombie

25 Jul
25.07.2020

Esta história de Joe Abercrombie no mesmo mundo da Primeira Lei é excelente e não desaponta. Tem personagens muito interessantes, violência, sexo, humor – tudo muito bem equilibrado.

Gostei.

09 Jul
09.07.2020 The dice came up six and one. (…)
‘What do the dice say?’
(…)
‘Dice say nothing. They are dice.’
‘Why roll ‘em, then?’
‘They are dice. What else would I do with them?’
Best Served Cold by Joe Abercrombie (página 61/62)

livros na palete – posição 037

11 Abr
11.04.2020

Apenas as compras habituais e atrasadas de banda desenhada.

best served cold

24 Mar
24.03.2020

Como pensei, por causa do cancelamento do Festival Bang!, que a edição do livro A Vingança Serve-se Fria de Joe Abercrombie fosse cancelada, comprei uma versão original através do Book Depository.

Hoje verifiquei que a editora Saída de Emergência avançou com o lançamento – tarde demais para mim.

a vingança serve-se fria – lançamento

20 Fev
20.02.2020

Aqui está a capa do próximo grande lançamento da Saída de Emergência em 20.03.2020

Este livro, “A Vingança Serve-se Fria” de Joe Abercrombie, faz parte do universo da trilogia “A Primeira Lei”, mas é um spin-off. A história decorre 3 anos depois dos eventos narrados na trilogia.


Joe Abercrombie é o convidado de honra do Festival Bang! que irá decorrer na última semana de Março.

a saga: guerra dos tronos

16 Nov
16.11.2018

A saga Guerra dos Tronos de George R. R. Martin serve agora de bitola para definir o que é bom ou mau nos livros de fantasia, quando existem obras que são de longe superiores, como:

Irritante!

poder e vingança de jon skovron

14 Jul
14.07.2018

Poder e Vingança (Hope and Red – título original), o primeiro livro da trilogia  Império das Tormentas, apesar de conter alguns elementos interessantes não me convenceu.

Acho que estou cada vez mais exigente. Depois de já ter lido um violento Joe Abercrombie e um sinuoso Scott Lynch espero sempre mais. 

A linguagem peculiar de Nova Laven é um pormenor que não valoriza a história. O autor podia teria lucrado mais em oferecer melhor intensidade à história e não se perder muito nos amores e desamores de algumas personagens.

histórias de vigaristas e canalhas

24 Nov
24.11.2016

Esta antologia foi comprada depois de ler à bué de tempo o aviso de edição no blog Rascunhos; estava no cesto de compras em modo pausa.

Antologia da responsabilidade de George R. R. Martin e Gardner Dozois.

last argument of kings by joe abercrombie

25 Nov
25.11.2014

The end is coming. Logen Ninefingers might only have one more fight in him ‘ but it’s going to be a big one. Battle rages across the North, the King of the Northmen still stands firm, and there’s only one man who can stop him. His oldest friend, and his oldest enemy. It’s past time for the Bloody-Nine to come home. With too many masters and too little time, Superior Glokta is fighting a different kind of war. A secret struggle in which no-one is safe, and no-one can be trusted. His days with a sword are far behind him. It’s a good thing blackmail, threats and torture still work well enough. Jezal dan Luthar has decided that winning glory is far too painful, and turned his back on soldiering for a simple life with the woman he loves. But love can be painful too, and glory has a nasty habit of creeping up on a man when he least expects it. While the King of the Union lies on his deathbead, the peasants revolt and the nobles scramble to steal his crown. No-one believes that the shadow of war is falling across the very heart of the Union. The First of the Magi has a plan to save the world, as he always does. But there are risks. There is no risk more terrible, after all, than to break the First Law …

Gollancz

O último livro da trilogia A Primeira Lei é uma leitura excelente e o final em glória da trilogia.

À primeira vista pode-se ficar com a ideia de que “mas isto acaba assim?”, sim acaba e termina bem. Fica tudo definido e acrescentar mais alguma coisa é tirar ao leitor a oportunidade de saborear o trilogia. Acredito que muita gente odiou o fim do livro, mas é o fim perfeito.

a forca por joe abercrombie

11 Jul
11.07.2012

Como defenderá alguém uma cidade rodeada por inimigos e infestada de traidores, quando os seus aliados não merecem confiança e o seu antecessor desapareceu sem deixar rasto? Bastará para fazer um torturador sentir vontade de fugir (mesmo que conseguisse caminhar sem bengala) e o inquisidor Glokta precisará de encontrar as respostas antes que o exército gurkês lhe bata aos portões. Os nortenhos passaram a fronteira de Angland e espalham fogo e morte pelo território gelado. O príncipe Ladisla pretende rechaçá-los e cobrir-se de glória eterna. Há apenas um problema: ele comanda o exército com o pior armamento, a pior preparação e a pior liderança em todo o mundo. E Bayaz, Primeiro dos Magos, lidera um grupo de aventureiros arrojados numa missão pelas ruínas do passado. A mulher mais odiada do Sul, o homem mais temido do Norte e o rapaz mais egoísta da União poderão ser estranhos companheiros de viagem, mas, se conseguissem deixar de se odiar, seriam também companheiros potencialmente letais. Segredos ancestrais serão expostos. Batalhas sangrentas serão ganhas e perdidas. Inimigos declarados serão perdoados… mas não antes da forca.

Edições Asa

A Forca, segundo volume da trilogia “A Primeira Lei”, por Joe Abercrombie é uma leitura sólida. Não há surpresas, e como tal é lida sem sobressaltos. Se o uso de capítulos intercalados, que nos obrigam a perceber as aventuras de várias personagens ao mesmo tempo, para forçar a leitura, é um método poderosamente condicionante, e que na “Lâmina” foi uma mais valia, o ponto alto da narrativa aconteceu, mesmo, quando personagens aparentemente sem nada em comum se encontram, n’A Forca, isto, aborreceu-me um pouco.

Tirando as cenas de cariz sexual, fracas e quanto a mim descontextualizadas, o resto do livro vale por ser mais do mesmo: violência, magia, mais violência, linguagem sem papas-na-língua e violência, e traição.

© 1999.2020 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!