Artigos

holy #2

Banda desenhada da responsabilidade de Rafael Marques (argumento) e Katiurna (desenhos) Holy #2 continua a brilhar em apenas poucas páginas.

Tristemente sabe a pouco.

demolidor, vol. 01

Demolidor (3.ª série) é a mais recente série da Panini dedicada ao Homem Sem Medo, compilando os números da atual série do Demolidor nos EUA, mais concretamente a 6.ª série norte-americana de Daredevil. O argumento pertence a Chip Zdarsky, sendo os desenhos da autoria de Marco Checchetto.

Bandas Desenhadas

Adorei. Excelente. Excelente.

thor, vol. 03 de 04

O terceiro volume (de um total de 4) da segunda série da Panini Brasil de Thor continua a compilar a quinta série norte-americana de Thor, sendo neste número também publicado The War of the Realms: The Omega. Os argumentos são de Aaron, Al Ewing, Daniel Kibblesmith e Gerry Duggan, com desenhos de Michael Del Mundo, Scott Hepburn, Ron Garney, CAFU, Oscar Bazaldua e Juan Ferreyra.

Bandas Desenhadas

Histórias que continuam a brilhar e afinal deveria era ter passado desta revista para a revista A Guerra dos Reinos: Crônicas de Guerra, vol. 03 de 03, mas em resumo pouco se perdeu na ordem da leitura.

Este Thor está a ser uma boa leitura.

a guerra dos reinos: crônicas de guerra, vol. 03 de 03

Por seu turno, o terceiro e último volume de A Guerra dos Reinos: Crônicas de Guerra conclui The War of the Realms: The War Scrolls e Gian-Man, apresentando ainda os 3 números de The War of the Realms: Spider-Man and the League of Realms. A nível de argumento, contamos com trabalhos assinados por Aaron, Sean Ryan, Christopher Cantwell, Charlie Jane Anders e Leah Williams. Quantos aos desenhos, estão a cargo de Andrea Sorrentino, Nico Leon, Cian Tormey, Simone D’armini e Marco Castiello.

Bandas Desenhadas

Li isto antes da revista Thor #3, mas mesmo assim foi uma leitura divertida. A ver se a minha opinião sobre as crossovers muda.


As minhas leituras do crossover A Guerra dos Reinos (The War of the Realms):

a guerra dos reinos, vol. 03 de 03

O terceiro e último volume de A Guerra dos Reinos finaliza a série principal, bem como algumas paralelas. The War of The Realms conta com argumento de Jason Aaron e desenhos de Russell Dauterman. Quanto a The War of the Realms: Journey into Mistery tem argumento dos McElroys (leia-se Clint, Griffin, Justin e Trevis McElroy) e desenhos do português André Lima Araújo. Por fim, Dennis Hallum com Kim Jacinto e Ario Anindito são os autores de The War of The Realms Strikeforce: The War Avengers.

Adorei este crossover. Este volume tem bons momentos. Acção e humor.


As minhas leituras do crossover A Guerra dos Reinos (The War of the Realms):

rio, vol. 3: carnaval selvagem de louise garcia e corentin rouge

Rio de Janeiro – Uma cidade onde a vida é uma luta!
O Carnaval está cada vez mais próximo e o Rio e as suas favelas estão em completa ebulição. Quanto a Rúben, vai recuperando com dificuldade da morte da sua irmã, enquanto gere a ONG do seu pai adoptivo, distribuindo víveres e medicamentos aos mais desfavorecidos. É nesse contexto, porém, que descobre que, no seu meio, a fronteira entre política, ajuda humanitária e criminalidade é por vezes muito ténue. Os seus amigos de infância transformaram-se em traficantes e o próprio director da escola com que ele colabora está ligado a Mozar, o líder do gangue local. À medida que se vai fazendo luz sobre os assassinatos da sua mãe e da sua irmã, Rúben enterra-se cada vez mais na obscuridade…

Bandas Desenhadas

Nesta álbum a qualidade mantem-se. História crua, demoníaca, sangrenta – apaixonante!

Tradução: Sara Moreira

quando o cuco chama de robert galbraith

Quando uma jovem modelo, cheia de problemas na sua vida pessoal, cai de uma varanda coberta de neve em Mayfair, presume-se que tenha cometido suicídio. No entanto, o seu irmão tem dúvidas quanto a este trágico desfecho, e contrata os serviços do detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra – com sequelas físicas e psicológicas – e a sua vida está num caos. Este caso serve-lhe de tábua de salvação financeira, mas tem um custo pessoal…

Wook

Arrisquei-me nesta leitura e não fiquei desapontado.

É um bom romance policial com uma personagem principal cativante que se movimenta num interessantes enredo.

Foi uma boa aventura.

Tradução: Maria Georgina Segurado e Rita Figueiredo

revista amanhecer #38

Cá está a nova Revista Amanhecer #38 (2020) que contém uma história minha.

Uma vez mais a Revista Amanhecer revela-se imprescindível ao espelhar as inúmeras faces do Agrupamento de Escolas de Barcelos. Com conteúdos mais que sumarentos é uma leitura obrigatória.

Uma lufada de ar fresco.

viagens sem bola de rui miguel tomar

Livro super divertido, bem escrito, informativo. Foi uma boa escolha para os últimos dias de um gelado Dezembro.

fabulosos x-men, vol 02 de 04

Melhor do que o primeiro volume. Este volume já compensa un poquito más.