Tag Archive for: leituras

bloom por scott snyder e greg capullo

22 Abr
22.04.2019

Bloom o excelente final da história iniciada nos dois volumes anteriores:

Bloom a nova personagem é realmente espectacular (repetição). Os desenhos continuam a ser excelentemente sombrios.

Esta edição comemorativa dos 80 anos do Batman está a compensar.

cinco esquinas por mario vargas llosa

22 Abr
22.04.2019

O primeiro livro que tentei ler de Mario Vargas Llosa foi “A Festa do Chibo” comprado para ler durante a recuperação de uma sofrida intervenção cirúrgica. Não o consegui terminar porque decidi que precisava de uma leitura mais suave. Tenho um dia destes de pegar novamente no dito cujo.

Desta vez, sem quaisquer constrangimentos dolorosos, peguei no livro “Cinco Esquinas” e gostei. Gostei do suspense, das paixões, dos horrores, das denúncias, dos conflitos – uma excelente sátira de costumes.

Apesar de existir algumas personagens interessantes a exigir um maior desenvolvimento Vargas Llosa consegue com fácil destreza tratar da opressão política, da decadência moral, do papel importante do jornalismo; tudo isto bem misturado permite uma leitura bem divertida.

a morte do comendador por haruki murakami

19 Abr
19.04.2019

Lá terminei a leitura dos dois volumes d’A Morte do Comendador e fiquei mais que desapontado pela forma como o romance termina.

Não consigo entender como o desaparecimento de Marie Akikawa fica resolvido com a jornada pelo mundo das metáforas do narrador. Não consigo pescar como o enredo me leva ali. Li duas vezes e ainda fico sem ir lá das ideias.

O fim foi uma desilusão a todo o pano. A história morreu na praia.

tokyo ghoul (vol. 14) por sui ishida

18 Abr
18.04.2019

Aqui está o final deste excelente mangá. Mais uma vez se comprova de que não é necessário 3.000 capítulos para terminar uma história.

Valeu a pena. Excelente aposta da Devir.

ler eis a questão…

12 Abr
12.04.2019

Sou leitor ouvinte muito antes de aprender a ler; já o sou desde que a minha mãe cantava histórias era eu projecto uterino de um futuro homem.

Depois de me apoderar do poder das palavras comecei a confrontar em singelo combate os livros. Na luta de virar páginas após páginas fui despejando abecedários em parada militar e ao som cadenciado do a ao z o meu pensamento esboça ontem e hoje rascunhos perfeitos de novos mundos e conhecimentos.

fronteiras perdidas por josé eduardo agualusa

11 Abr
11.04.2019

Um interessante livros de contos. Alguns catitas, outros supra catitas.

No geral é uma leitura divertida. Peca por ser um livro pequeno – em tamanho.

babilónia por yasmina reza

10 Abr
10.04.2019

Tudo começa com uma festa de primavera em casa de Elisabeth e Pierre. Os convidados são sobretudo casais de meia-idade e, de entre eles, os vizinhos de cima formam o mais singular: o homem, Jean-Lino, de ascendência italiana e judaica, é uma pessoa comum, tímida, que conversa frequentemente com a vizinha de baixo; a mulher, Lydie, é uma figura exuberante que canta jazz num bar e é terapeuta em variadíssimas disciplinas new-age. Ainda que tão diferentes, parecem ser um casal relativamente equilibrado e feliz. A noite avança e com ela a festa, bem como a nossa observação dos convivas e seus comportamentos, acentuados pelo álcool, pelo desejo ou pela ocasião social.

Quetzal Editores

Livro delirante. Cínico, escorregadio, perturbador, sarcástico.

Uma boa leitura.

peso pesado por scott snyder e greg capullo

08 Abr
08.04.2019

Peso Pesado é a continuação a história iniciada no volume anterior e colocou em cena elementos que nunca imaginaria que funcionariam: um Batman sem Bruce Wayne.

Bloom a nova personagem é realmente espectacular. Os desenhos continuam a ser excelentemente sombrios.

a nuvem de smog e a formiga argentina por italo calvino

08 Abr
08.04.2019

“A Nuvem de Smog” é um conto continuamente tentado a tornar-se outra coisa qualquer: ensaio sociológico ou diário íntimo. Imagem e ideograma do mundo que temos de enfrentar é o smog, a névoa fumegante e carregada dos detritos químicos das cidades industriais. “A Formiga Argentina”, que o autor quis juntar a “A Nuvem de Smog” por uma afinidade estrutural e moral. Aqui, o “mal de vivre” vem da natureza: as formigas que infestam a Riviera.

Editorial Teorema

Dois excelentes contos que se colam ao leitor e o incomodam pela inquietude que transmitem.

A angústia apenas ataca o jornalista da cidade e o casal do meio rural. As personagens sentem-se incomodados pelo meio em que caíram apenas porque não o aceitam.

Em ambas as histórias o que parece ser uma ameaça à vida das pessoas, o cinzento desolado da poeira ou a invasão das formigas, é percebido como parte integrante da vida das pessoas excepto para aquelas que não se adaptam à nova realidade

a morte do comendador por haruki murakami (a ler)

04 Abr
04.04.2019

Terminei a leitura do livro “A Morte do Comendador” (vol. I) por Haruki Murakami e foi uma leitura… uau. Excelente.

Já tenho o volume II d’ “A Morte do Comendador”, mas vou esperar um par de dias para começar a lê-lo. Quero adiar o prazer único que vou sentir.

Entretanto vou ler dois contos do mestre Italo Calvino “A Nuvem de Smog” e “A Formiga Argentina” editados pela Teorema. Vai ser uma leitura e pêras.

© 1999.2019 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera
beam me up, scotty!