Artigos

lucky luke – a diligência de morris e goscinny

Uma verdadeira pérola. Tem tudo o que fez de Lucky Luke um clássico e ainda nos revela ali num cantinho o Mestre Alfred Hitchcock.

E pelo que percebo a Asa está a começar a reeditar os álbuns desta colecção – 🙂

Tradução: Catarina Labey

lucky luke – um cowboy no negócio do algodão de achdé e jul

História divertida. Desta feita o argumento de Jul é realmente soberbo – adorei. Achdé, nos desenhos, continua a não desapontar. O tema tratado é o racismo e o segregacionismo e isso consegue ser feito com brilhantismo.

Este nono volume da série As Aventuras de Lucky Luke segundo Morris reluz.

lucky luke – um cowboy em paris de achdé e jul

Uma história divertida e que mantem o mito Lucky Luke bem vivo. Esta personagem segue e recomenda-se.

uma nova leitura – obrigatória!
o que se vai descobrindo… rantanplan!

Pormenores deliciosos!

Tradução: Ana Cristina Gonçalves

livros na palete – posição 048

A por em ordem um pouco do Lucky Luke e outras coisas mais:

update 05.11.2020

  • Bem-Vindos a Joyland de Stephen King
  • A Diligência de Morris e Goscinny

na parede.001

Sempre a mudar a disposição dos “quadros” nas paredes de casa.

Agora neste local tenho:

  1. uma história minha que foi publicada no formato “Poster”
  2. um original de um desenho de Diogo Carvalho – lobisomem
  3. um original de um desenho de Adele Whittle – uma raposa
  4. um calendário de 2006 (sexy) oferta de um amigo
  5. um ex-libris de Lucky Luke oferecido às primeiras 199 compras do álbum Lucky Luke Muda de Sela – o meu é o 34/199

lucky luke muda de sela de mawli

Lucky Luke Muda de Sela de Mawil publicado em hora boa pela Seita é um álbum que faz parte da série Lucky Luke visto por – justa homenagem.

A Seita, que já nos tinha premiado em Março deste ano com o excelente álbum O Homem que Matou Lucky Luke com uma edição exclusiva da Fnac, conseguiu novamente duplicar o feito e adicionou, ainda, uma edição limitada a 199 exemplares com um ex-libris numerado e assinado por Mawil. A Seita está mais do que de parabéns. Aqui temos outro álbum de uma qualidade gráfica impecável.

Lucky Luke Muda de Sela é simplesmente um álbum soberbo e audacioso. Com uma história delirante e comicamente eficaz; com desenhos elegantes; com acção non-stop, Mawli faz mais do que uma justa homenagem a Lucky Luke e Morris. Revela que o universo Lucky Luke permite tantas e mais tantas reinvenções.

Um argumento genial e uns desenhos arrebatadores produziram um livro belo e fascinante. Um livro a não perder – este álbum é um bombom. Mawli apostou e ganhou.

Tradução: Filipe Faria

no interior: “lucky luke muda de sela”

A guarda deste álbum tem uma diferença relativamente às outras existentes nos álbuns do Lucy Luke. Além das imagens serem do Luck Luke desenhado por Mawil a última imagem é não apenas original, mas delirante!

Um pormenor da arte – um comboio em grande plano.

livros na palete – posição 046

  • Pela Terra Alheia de Ramalho Ortigão
  • Na Planície das Serpentes de Paul Theroux
  • A Rosa Branca de Glen Cook
  • Lucky Luke Muda de Sela de Mawil

Uma linda palete de livros. Banda desenhada, literatura de viagens, fantasia.


E aqui em devido destaque o livro Lucky Luke Muda de Sela de Mawil com o ex-ibris de oferta – 34 de 199!

livros na palete – posição 044

Ok, dois de Alberto Manguel – ofertas e mais um de Lucky Luke:

  • A Biblioteca à Noite e Alberto Manguel
  • Embalando a Minha Biblioteca de Alberto Manguel
  • A Caravana de Morris e Goscinny

Aqui já tenho o primeiro volume da trilogia Le Transperceneige de Jacques Lob e Jean-Marc Rochette.

E o livros de contos de Annemarie Schwarzenbach, “Com esta Chuva“.

o homem que matou lucky luke de matthieu bonhomme

Destruí a lenda! Matei Lucky Luke!
Ao chegar a Frog Town numa noite de tempestade, Lucky Luke, além de ter de enfrentar o bando dos irmãos Bones, não imaginava que estava prestes a encontrar o homem que o iria matar.
Matthieu Bonhomme criou esta maravilhosa homenagem ao cowboy de Morris por ocasião do 70.º aniversário da personagem, num álbum vencedor do prémio do público em Angoulême, reinventando o cowboy solitário criado por Morris numa magnífica história que, entre outras revelações, explica o motivo por que Lucky Luke deixou de fumar!

A Seita

Livro cheio de referências à cultura popular, começando logo pela capa em clara homenagem a Clint Eastwood dos filmes que compõem a “Trilogia Dólares” realizado por Sergio Leone.

O álbum, “O Homem que Matou Lucky Luke”, publicado em 2016 no ano em que se comemoraram os 70 anos da criação do famoso personagem por Morris, faz parte de um série intitulada “Lucky Luke (visto por …)”.

Esta criação de Matthieu Bonhomme é simplesmente maravilhosa em todos os seus detalhes: argumento, desenhos, cores.

Não me desapontou em nada. E não foi à toa que o álbum recebeu o prémio belga Saint-Michel para o Melhor Álbum em 2016 e os Prémios do Público Cultura e dos Liceus no festival de Angoulême em 2017.

Um livro para quem gosta de coisas mesmo boas.

Estou ansioso por mais duas edições d’ A Seita da série (visto por…): “Lucky Luke Muda de Sela” e “Jolly Jumper Não Responde”

Tradução por Sandra Alvarez