Tag Archive for: paul theroux

ouve a canção do vento & flíper de haruki murakami

26 Abr
26.04.2018

Estar a terminar a leitura do Velho Expresso da Patagónia de Paul Theroux sou surpreendido com livro Ouve a Canção do Vento & Flíper de Haruki Murakami – oferta da minha mais-que-tudo.
O que se pode dizer? WOW!

dos cães

26 Abr
26.04.2018

Nessa noite, falei dos cães a um colombiano. Parece que há muitos cães nessa colinas, disse eu. Eram perigosos?
– Alguns cães são perigosos – disse ele -, mas as cobras são todas venenosas.
– Não vi cobra nenhuma.
– Pode ser que não. Mas elas viram-no a si.

O Velho Expresso da Patagónia de Paul Theroux (pág. 391)
Edição pela Quetzal

Sabia que estava no fim do mundo, mas o mais surpreendente e tudo era que continuava a estar no mundo ao fim de todo este tempo, num ponto na parte inferior do mapa. A paisagem tinha uma expressão desolada, mas não podia negar que possuía traços legíveis e que eu existia nela. Isto era uma descoberta – o seu aspeto. Pensei: O fim do mundo é um lugar.

O Velho Expresso da Patagónia de Paul Theroux (pág. 578)
Edição pela Quetzal

A mulher não caminha na cidade; anda por uma colina com animais de pé firme. Ela está nos Andes, está em casa; o resto das pessoas está em Espanha.

O Velho Expresso da Patagónia de Paul Theroux (pág. 364)
Edição pela Quetzal

o velho expresso da patagónia de paul theroux

05 Dez
5.12.2017

Depois de ter lido “Comboio-Fantasma Para o Oriente” iniciei hoje a leitura do livro “O Velho Expresso da Patagónia” de Paul Theroux – ainda na página 28 e já estou deslumbrado.

Este Paul Theroux é excelente.

Era mais do que eu podia esperar e foi um puro prazer, um regresso ao passado sem um átomo de desapontamento – o passado recapturado, como um refúgio, tudo o que sempre quisera que fosse uma chegada a casa, mas uma chegada destas a casa (pelo menos no meu caso) nunca acontecera. Era um caminho de regresso maravilhoso, como se aquele homem dos seus cinquenta anos, que da outra vez era um adolescente, estivesses à espera que eu regressasse.

Paul Theroux, Comboio-Fantasma para o Oriente (pág. 290)

O que havia de maravilhoso no aborrecimento ou na irritação numa cidade indiana era isso poder ser aliviado apanhando um comboio.

Paul Theroux, Comboio-Fantasma para o Oriente (pág. 236)

comboio fantasma para o oriente de paul theroux

17 Mai
17.05.2017

Demorei algum tempo a iniciar a leitura do livro Comboio-Fantasma Para o Oriente de Paul Theroux (edição Quetzal), mas agora estou mais do que viciado – fascinante, mágico.

Para já destaco o capítulo 3 – O Ferry Para Besiktas e o capítulo 6 – Comboio Nocturno para Bacu (como me posso esquecer de Baku – Últimos Dias de Olivier Rolin)

Mais apontamentos se necessário.

© 1999.2018 porta VIII. todos os direitos reservados. alimentado pelo wordpress | alojamento por oitava esfera