Artigos

anigamix 2011

CONCLUSÃO: Nunca mais vou forçar os rebentos a eventos de BD. O meu filho mais velho estava com uma cara de enterro capaz de envergonhar qualquer recente viúva (alegre ou não); nunca vi em funerais uma melhor cara de enterro do que a exibida por ele ontem no Anigamix 2011. Saiu-me tudo trocado; devia-o ter deixado em casa a ficar mais entorpecido em frente da XBOX 360. Nada de assinaturas desenhadas (exceptuando uma), nada de apresentação da Zona Monstra – um completo vazio na confusão do Anigamix.

[….] Quanto ao Anigamix 2011?

Os pontos positivos foi umas boas compras e ter sido descoberto pelo Nuno Amado aka bongop. Quando alguém me diz “Olá Paulo Brito!” e não sei quem o diz o meu cérebro começa a processar pelas minhas memórias ao melhor estilo CSI um reconhecimento facial. Salvou-me mais embaraços a identificação “Sou o Nuno Amado, reconheci-te pelo chapéu.” Não deixou de ser engraçado ter encontrado a pessoa que me levou a comprar novamente livros de BD em Português – confiança nas editoras portuguesas precisa-se. Nuno Amado é o responsável pelo excelente blog de divulgação de banda desenhada: Leituras de BD.

Gostava de ter conversado com ele, fora da blogosfera, mas as ditas circunstâncias explicadas na “CONCLUSÃO” inicial isso impediram.

nuno amado e mim

Deixo-me com mais umas fotos; comprei, igualmente, o “Zona Mostra”, “O Amor Infinito que te Tenho e Outras Histórias” e mais umas obras.

boring europa

boring europa

diogo carvalho, obscurum nocturnus

diogo carvalho, obscurum nocturnus

Foto rapinada do blog Leituras de BD de Nuno Amado – é possível ver ali a minha grande pujança.

mim por ele

mim por ele

o amor infinito que te tenho

“O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” de Paulo Monteiro (edições Polvo) foi uma das compras efectuadas no Anigamix 2011.
É o único livro que foi “rabiscado” pelo autor (pessoa de extrema simpatia); autor de grande talento para contar histórias.

# O fantástico da obra “O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” é que pode ser apenas lida; os textos são profusamente poéticos e valem per se.

rabisco de paulo monteiro

# O fantástico da obra “O Amor Infinito Que Te Tenho e outras histórias” é que também oferece ao leitor a poesia embrulhada em banda desenhada. E neste arranjo (textos + imagens) temos histórias de uma ternura imensa nas quais o autor se entrega e se expõe (se confessa?).

É preciso coragem para escrever, e a coragem cresce mais pelo nosso próprio exemplo que pelo exemplo dos outros. É preciso coragem porque escrever é confessar.

Brian W. Aldiss

As histórias podem contar apenas um sonho? kafkiano, ou serem metáfora contra a guerra, ou até um retrato de diversos quotidianos (nossos e do autor).
É uma obra cuja leitura e releitura se recomenda.

paulo monteiro e mim (em pose maluca!)

paulo monteiro e mim (em pose maluca!)